a vida seria uma bobagem sem essas bobagens


Cartas

E o que você me diria hoje Humberto? Que o tempo cicatriza? Que o preço que se paga as vezes é alto demais? Que lá fora a banda toca em outra tom...
Já não sei onde procurar as respostas, decifrar ou ouvir. Apenas preciso de uma nova música de 1985.
Não, eu não sou a Ana da canção, mas meu olhar anda distante e sempre me engana.
E olha só a pobre garota da cidade em seus 18 e poucos anos falando de sua triste vida de universitária. Seria absurdo se não fosse lei.
Faz todo o sentido para quem está no olho do furacão e mais uma vez meu motivo é apenas ouvir sua voz ao vivo. Deixem que seja.
Não é certeza, mas é esperança.
Sabe que ontem mesmo, em lágrimas daquelas afiadas, consegui dar aquele sorrisinho sutil com o canto da boca ao ver o seu sorriso em uma fotografia... O tempo passou, mas tão pouco quanto a eternidade.
Poucos dias e tudo mudou, 360º e tudo de volta ao lugar.
Saudades de ter a certeza que iria te ver, cansada de me sentir assim sem ter motivos. Será melancolia?
Também tem o Guilherme que anda me animando tanto quanto "Ilex Paraguarienses", graças a você, ele. Graças a ele, você. Paradoxal.
A aula não acaba, mas minha paciência acabou.
To de saco cheio, chega, deu pra mim.

E continuo delirando na trilha sonora da minha vida.


______________________________________________________


Boa Noite HG, espero que esteja bem aí em Sampa.
Nossa, a noite foi um inferno, mas deixa pra lá. Falta menos de 24h para conhecê-lo e eu não sei exatamente o quanto isso me assusta e empolga.
Tenho medo de uma frustração como outras que ja vieram. Eu sei que vai ser o tempo de dizer OI, OBRIGADA, ANA, OBRIGADA MESMO POR TUDO, TCHAU. Se eu falar isso.
Digitei em menos de um minuto, acho que falo em 15segundos, mas será você.


E me explica de verdade porque Yung, Skinner e Husserl são tão complicados, e aliás, porque vc da aquele BERRO em Curtametragem.
Duvidas que nunca responderei, mas não importa, vale a pena morrer por ela.
Bem, precisava voltar para a Psico, mas o msn me atrai mais, falando com o Guilherme.


Lembre de uma coisa, você só acredita no que pode ser dito em 3 minutos, então vai acreditar no meu sincero Obrigada.
_____________________________________________________ 

Um dia frio, um bom lugar pra ler um livro e o pensamento lá em você, eu sem você não vivo.
Um dia triste, toda fragilidade inside, e o pensamento lá em você e tudo se divide.  

Lendo eu penso em você, ouvindo música eu penso em você. 
Meu dia feliz se aproxima e eu mal posso acreditar que irei, por alguns instantes, poder olhar nos seus olhos de verdade e só dizer OBRIGADA CARA, eu fiquei afim de mandar tudo para o espaço, mas eu consegui forças no que você dizia em suas músicas e ainda estou na Infinita Highway.

___________________________________________________________________

Hey, mais uma carta escrita sem finalidade de entrega, apenas pelo encantador fato de poder pelo menos destiná-la a você, Humberto.
Hoje eu me perguntei se os outros aceitaram o mal que eu fiz a mim mesma, eu pelo menos não tenho problemas e dizer que estou bem, mesmo sabendo de tudo, as pessoas não veem que é só uma forma de se conformar com o que não se pode mudar, uma explosão.
E se não for pedir demais, um ultimo beijo... Pelo menos um ultimo adeus, ou qualquer coisa assim, mas nunca haverá adeus não é mesmo?
Sabe que hoje eu escutei essa música e imaginei algo como alguém olhando entediado para a minha cara depois de ler mil coisas que eu escrevo, sempre reclamando e falando: então MATA essa vontade de viver...
Viva garota...

Eu sempre penso que amanhã nós vamos rir de tudo isso, mas as vezes parece insuportavel esperar que ele chegue, principalmente porque não é um amanhã imediato, só não acredito que vou esquecer ou trocar datas e nomes, minha memória surpreende até a mim mesma...
Tantas coisas desnecessárias que não precisava escrever nem lembrar...
E eu não faço idéia do que seja o vinho brindando a uva, ou pelo menos não tenho o tempo necessário para descobrir. Não agora.

As vezes eu entendo os sinais e não aceito as mudanças dos tempos, eu vejo tudo se destruindo e pequenos fragmentos de cristais cortando o ar ao seu redor, mas simplesmente relaxo e lembro que tudo isso não passa de metáforas.

Sempre é pedir demais bola pra frente, é difícil continuar principalmente quando não ser quer.

E mais uma vez surge minha fé cega em você Humberto, eu tenho confiança no que você disse sobre o tempo cicatrizar, o que me fez desistir que morrer ou qualquer coisa assim algumas vezes.
Eu acredito até que conseguiria enfrentar um término sabendo que você disse que o tempo cicatriza...
Eu confio em você...
Mesmo que você não saiba como e sequer saiba, eu já ri do que me fez chorar, com você... Com certeza não te fez chorar, mas sabe que ouvir sua voz e sorrir de coisas que me destruíam antes era algo palpável tornou meu dia melhor.
Mais uma carta desnecessária, mais um dia com vontade de perguntar coisas e contar segredos... Eu sei que você tem exatamente a idade do meu pai e eu, exatamente a da sua filha, talvez isso em faça enxergar tanto de um pai em você...
Mas isso não muda o fato de que eu não trocaria o meu por nada xD

Obrigada Humberto, você não sabe que eu existo, mas você faz parte das coisas que eu acredito.

_________________________________________________________________________________

Pois é Humberto Gessinger, hoje eu também acordei mais cedo, mas ao invés do chimarrão eu tomei suco de maracujá, também procurei em vão a noite e não encontrei.
Hoje eu acordei mais leve e nem me importei em ouvir as notícias no rádio, ouvi músicas que me deixam feliz e deixei a mente fluir. Tudo estava suspenso e o peso de dias atrás desapareceu.
Eu nem sei se vivi muitas coisas, mas eu vejo um futuro promissor, to no começo da estrada e NUNCA uma derrota vai me vencer.
Hoje eu acordei livre do mundo e das dúvidas, realmente não devo nada a ninguém e pensando bem, tirando eu mesma, não há nada que me prenda aqui.
Até tentei esperar o dia amanhecer, mas isso foi algo para as férias, agora as responsabilidades me causam sono intenso que me impedem de aproveitar a calma da madrugada.
Hoje e muito antes eu acordei, mas parece que ainda tenho medo do escuro, mesmo vivendo nele constantemente. Pelo menos agora eu sei que alguma hora a chama vai acender.
Talvez eu não goste de chimarrão, não sou fã de coisas amargas e nem de chá '-'
Nunca foi fácil, nunca facilitaram, mas eu estou aqui por saber lutar e faço isso bem, graças a isso eu sou mais esclarecida e focada que a maioria, bem melhor assim.
Não sou afim e pactuar, realmente sai pra lá.
Mãos e coração LIVRES e quentes, iogurte (xDDDD) e levaza.
Caramba, eu descobri o que me faz feliz:
LEVEZA.
Acho que vou fazer isso uma vez por dia, escolher uma música e contar como estou através dela.
As vezes eu sinto sua falta, quero dizer, musicas novas e relatos que eu possa acessar, não só pelo TWITTER.
Estranho né? Você não me conhece, mas pra mim você é um pai.
Será que há 48 anos, ou menos que isso, você se sent assim. Será que você já se sentiu um peixe fora d'agua? Um Dom Quixote?
Eu me sinto tão fora da sociedade, tão alheia a alienção e até quando me alieno eu o faço consciente - vendo novela, lendo besteiras.
Será que de fato tudo não é alienação?
Deixa pra lá, eu tenho medo dessa resposta e não quero bancar o Descastes aqui eduvidar de tudo.
As vezes me condeno por minha fé cega em suas palavras, sei que você não é Deus em Terra, mas sei lá, eu consigo dialogar tanto com suas músicas e seus pensamentos.
"A vida seriam uma bobagem sem essas babagens".
Queria muito ter a chance de chegar, algum dia, em você. Conversar, como velhorSconhecidos, ter alguém mais velho que parece me entender.

O Sonho é Popular não é mesmo? ;D
Beijos e obrigada por tudo;