a vida seria uma bobagem sem essas bobagens


sexta-feira, 8 de abril de 2011

Hey, garota...

... o dia já passou, não deixe a noite passar
Passe um batom, ou não, e vá se divertir
Você vai descobrir quem é clone de quem ♪

meio pai, meio ídolo. meio eu.

Começo o post com um fato: eu to com saudades do Guilherme.
A vantagem de estabelecer amizades pela internet é que a vida on-line te ensina a lidar com a pessoa ali mesmo, sem aquele vácuo da conversa quando vc fala no msn com a amiga que você deu tchu há 1h.
A vantagem de ser eu na vida on-line é que consigo ter assunto com quem quero na hora que quero, a questão é a vontade de falar com algumas pessoas.

Eu não sei se me apeguei rápido demais a pessoa certa ou cedo demais a pessoa errada...
As duas opções assuntam, mas a primeira é bem mais feliz. Muito mais.
No final das contas é aquele momento que eu peço a Deus para que não me deixe ser frustrada novamente, as pessoas hoje em dia andam tão esquecidas de que as outras também tem coração.

Não é específico para ninguém, mas parece que aos poucos nossa importancia vai se desgastando com o tempo, no final das contas nem o bom respeito significa alguma coisa. Parece que tudo se perde no vácuo.
E aquela vontade de mandar um e-mail para o ídolo, hora mandando a puta, hora falando o quanto ele mudou sua vida.
De que adianta, o Humberto nunca vai responder. Ele nunca responde, sou eu que escuto sua voz no vazio da noite dizendo qualquer coisa cantada, só para poder secar as lágrimas e dormir em paz.

Será que só eu que não me toco que o lugar da Ana na vida dele é bem diferente do que o que eu desejo?
Eu sequer quero saber de histórias de amor... Eu só quero a cura.
Um pouco de tranquilidade, acordar com o sol batendo na parede do meu quarto e não ter essas sensações confusas.

Estranha sensação boa de nunca saber o que fazer.

2 comentários:

Anônimo disse...

Tá apaixonada pelo Guilherme kkkkkkkkkk

Bella disse...

Adoro comentários anônimos '-'