a vida seria uma bobagem sem essas bobagens


terça-feira, 8 de março de 2011

O dia amanheceu triste...

Faz alguns dias que não falo sobre nada, e nem sinto vontade de falar.
Foi na madrugada de sexta para sábado que minha mãe me ligou avisando que a Bia havia sofrido um acidente e infelizmente faleceu.
Naquele momento eu pensei em toda a vida que ela ainda tinha pela frente. A guria tinha acabado de passar na faculdade, tinha tudo para se dar bem e tudo mais.

Pensei em meu primo. No quanto ele devia estar sofrendo.
E então chorei.

Estranho dar de cara com a morte em um dos dias mais felizes da minha vida, perceber que basta estar aqui para não estar mais e que sim, as pessoas que eu amo vão morrer independente do meu amor por elas.
Estranho, não é fácil lidar com os outros e mais ainda, com a ausência dos outros.
De repente eu parei de reclamar da minha vida ao pensar nos pais dela, parei de sentir raiva das pessoas por elas não serem iguais a mim.
Eu sei que deu uma vontade louca de mudar, de fazer o mundo ver tudo da melhor maneira possivel.

Ahh, eu não sei de mais nada. Só um sentimento ruim e bom ao mesmo tempo que faz com que eu queria dormir nos braços do Sirius e esquecer que lá fora a banda toca em outro tom.
Mesmo com o céu azul e só quero me sentir protegida.


Bia, minha linda, vai em paz para junto de Deus, sempre será uma estrelinha linda que vai brilhar em nossos corações. #LUTO.

Um comentário:

Gabriel Freire disse...

meus ressentimentos ana