a vida seria uma bobagem sem essas bobagens


sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Hoje eu acordei mais cedo...

Descobri então o melhor jeito de acordar do MUNDO: fechar apenas a janela de vidro e acordar com a luz entrando no quarto. Tá que isso só serve para o horário de inverno (?), mas é lindo.

Não, eu prefiro horário de verão, mas isso tem me feito acordar de bom humor e bem a lá Ilex Paraguariensis - pra quem não conhece fica o link da musica, que é leve e perfeita: http://letras.terra.com.br/engenheiros-do-hawaii/89031/
O engraçado é que se você procura Ilex Paraguariensis no google sai a musica do Engenheiros, e o mais engraçado ainda é que isso é o nome científico da erva-mate, da qual se faz o chimarrão.

Ainda ontem entrava em profundo pânico por me sentir redondamente sozinha na faculdade, mas hoje eu paro e penso por um segundo no quanto isso pode ser vantajoso para mim.
De qualquer forma eu sinto falta dos meus amigos de Franca, e agora eu sinto falta dos meus amigos daqui também... Faz nem uma semana que não vejo a galera do Nipo e já estou em crise de abstinência.
Eu só sei que hoje eu acordei diferente.

Parece que uma leveza tomou conta de tudo que pesava ontem a noite, e naturalmente tudo ficou mais claro.
Agora a chuva encobre o sol e eu escuto Shine Yellow da Mallu Magalhães, que eu sempre detestei.
As coisas mudam não é mesmo?


E eu aqui, como uma onda no mar (8)

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Agradecimento

Era para eu estar dormindo com os Anjos agora, mas preferi voltar aqui para falar o quanto eu realmente estou feliz.
Sim, o Egg tem razão, você tem que aproveitar cada momento ao máximo.



E eu aproveitei o evento desse final de semana como se fosse a ultima coisa que pudesse fazer na vida. Me perguntaram porque eu to tão cansada e eu respondi que foi pela correria.
Não, eu não precisava ter corrido pra baixo e pra cima como eu corri, mas eu QUIS fazer aquilo, para mim era importante ajudar ao máximo... Bem, eu to só no pó, porque a alma e o corpo já foram pra Deus xD

Eu queria realmente agradecer (desculpe se eu esquecer o nome de alguém)
Ao Egg, por suportar meu humor matinal e ainda me ouvir chorando enquanto podia tá fazendo qualquer coisa melhor... além de ter que ver minha cara toda hora na área de games.
Ao Tchello por não ter me pedido pilhas -q, por ter rido das merdas que eu falei e ter sido um grande amigo pra todas as horas que eu precisei lá.
Ao Fofura por ter me enxido o saco o tempo todo e me feito rir com a sua fofura ehehehehehe.
Ao Michel pela força lá na portaria TODAS AS VEZES que eu chamei, pelas conversas e pelas risadas.
Ao Paulinho por ter a lingua mais venenosa e os olhos mais lindos de todos os Staffs, ele me matou de rir o tempo todo, mesmo com as broncas necessárias.
Ao Allan pelo carinho e sorriso lindo, por sempre que passava por mim me fazer sentir bem, por toda a confiança depositada em mim e mais ainda, por ter sido meu AMIGO acima de tudo... Obrigada tbm pelas broncas xD
A Fran por ser uma FOFA, me ouvir e confiar em mim <3
A Ariane pela ajuda e pelas conversas na montagem e durante o evento.
Ao MK por me ajudar a fazer meu namorado dar paz... E também por ser uma gracinha de pessoa.
A Suii, por TUDO e quando eu falo TUDO, vai desde emprestar a maquiagem até me ouvir desabafando de madrugada.
A Nan, por TUDO também, e ainda por cima pela maquiagem LINDA que ela fez em mim.
Ao MM por ter me sugerido entrar no grupo, por ter sido um grande apoio o tempo todo e por ter se preocupado comigo no momento mais delicado desse e do outro evento.
Ao Mik por sempre me irritar tanto e me fazer tão feliz ao mesmo tempo.
A Angie por ser essa GRANDE lider que é, sempre nos incentivando e sempre guiando esse barco da melhor maneira possivel.
Ao Shiro por me mandar dormir quando eu tava com aquela cara de Coringa, por rir sempre que eu chegava pra perguntar se eu tava precisando de algo e por ser sempre tão divertido e colocar a gente pra frente com a psicologia errada.
Ao Akira por ter me feito ficar acordada duas horas esperando a reação dele ao ver seu carro cheio de papel higiênico.
A Akina por me acordar do melhor jeito do MUNDO, com a voz lindinha do Mokona <3
A Yura pelos momentos de despertar, sono e maquiagem, me fazendo sentir melhor ali naquele mundo paralelo.
A Tsumi pela madrugada de sabado na espectativa de ver a reação do Akina.
A Suh pelo lindo sorriso estampado sempre que me via, me fazendo ficar feliz.
A Irmã da Suh por ter feito alguém que eu gosto feliz, por pelo menos um momento.
Ao Takaninho pelas risadas e ajuda.
Ao Guto por TUDO e TUDO mesmo, risadas, ajuda, explicações... por varrer a area de Card Games HAUSHAUSHUAHS
Ao Foster por ser LINDO como é e conseguir estampar um sorriso no meu rosto nervoso, me abraçar e fazer o mundo parecer um lugar bom de se viver.
Ao Dorte por todo seu esforço visivel, por sua competencia e mais ainda, por estar sempre ali e em todos os lugares.
Ao Pedrão pelos abraços apertados e pela compreensão do meu tom de voz alterado.
Ao Chuck por tudo, dos gritos as piadinhas que me fiseram rir a correria e confiança depositada em mim.
Ao Matsu por ser meu amor ali, e sempre me abraçar ao mever, sempre vir com um sorriso e sua piadinha do osso mais fedido do corpo, alias, por ser meu MELHOR AMIGO aqui.
Ao Zhen pelas risadas nas fotos do crachá, por ter tido a paciencia de enxer o colchão da Suii e Naan e pelas dobraduras perfeitas.
Ao Ulisses por bulinar meu namorado e me fazer rir o tempo todo com seu sorriso fofo e seu jeitinho meigo.
A Manami por todo o apoio com meus problemas bobos, por me ouvir falando do psicopata e me socorrido quando ele apareceu e mais ainda, por ter sido uma AMIGA quando eu achei que jamais encontraria uma. Por ter sido minha melhor amiga e confidente ali, e por ser tão linda... Nem tenho o que falar, só dela ter me ouvido falar do Psicopata, e ter sido quem eu quis procurar quando tudo deu problema.
A Nana pela ajuda na construção da piramide mais louca do mundo e pelas risadas de noite ^^
Ao Rafael pelas fotos divertidas e por estar sempre aqui e ali ;D
Ao Rafa pela super ajuda na portaria, pelas conversas e pela ajuda na montagem terrivel xD
Ao Alê pela confiança e pelo lindooo sorriso, além de ser o cara mais safadenho daquele lugar... mais que o Ulisses até.






Obrigada a todos que não citei também, todos Naty, Neko, Mah, Carol, Galera do Origami que não sei o nome (Lucas e ?) e todos os outros que eu realmente não sei o nome.
Foi perfeito <3

E hoje eu digo que 'nem tudo está perdido'

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Depois do banho...

Nome estranho para o começo de um post, mas eu vou falar sobre o Otaku no Nipo.
Não, isso não é divugação, mas o blog ta ali no cantinho direito pra quem quiser entrar.

Nos ultimos três dias eu entrei em uma segunda dimensão chamada mundo Otaku no Nipo e, pela segunda vez, lá vamos nós ajudar com organização e afins.
Correria o dia todo variando entre montar stands e recortar pokemóns, montar caixinhas e colar papelão.

Tudo lindo também, porque ao lado das pessoas que a gente gosta o tempo passa mais rapido e a gente se diverte muito mais.
Tá certo que eu fui ficando destruída com o passar das horas, trabalhando em pé e sem parar um segundo sequer... Até o momento que o Shiro começou a sentir medo da minha cara de Coringa xD

Dormir com as gurias sempre é ótimo, tomar banho no Nipo mal assombrado tbm.

Acordar com o Egg batendo na porta me causou raiva suprema, mas pelo menos as meninas riram da minha indignação com ele...
Fora isso, correria da manhã e tudo ficou bem novamente <3

De repente o evento começa e eu me veno na correria da circulação e na diversão de estar em todos os lugares ajudando (ou não).
Almoçar correndo só pra poder voltar a ajudar e esquecer que digestão é importante sim, obrigado xD.

Eu sei que tudo isso tá saindo muito subjetivo, mas o post de agradecimente ao povo vem logo acima xD

De noite reunião, quase morrendo de tanto sono, jogar Just Dance e ainda ter uma DR ao som de Linkin Park, Bon Jovi e System... só que apenas uma musica de cada... A MESMA MUSICA A CADA 5 MINUTOS.
XD

Ai ai, foi divertido esperar o Akira só para saber sua reação ao ver seu carro embrulhado em papel...
Acordar com o "Mokona" falando e voltar para a correria que foi o dobro.

E no final de tudo ainda ganhar uma massagem profissional.
Sabe, isso não resume meu evento nem um pouco, mas eu to tão feliz por tudo o que aconteceu que não da nem vontade de falar HUAHSUAHSUAHS


E agora que eu já me livrei de toda sujeira e estou menos cansada... mas com mais sono, eu só tenho que dizer obrigada <3

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Hoje...

As fotos no meu porta retrato não se movem, não tem a leveza do momento em que foram cuidadosamente tiradas e muito menos trazem o sorriso que houvera causado antes.
Não há mais música e passos de dança, a noite de festa é apenas uma lembrança.
Desde quando eu me importo realmente com o que as pessoas pensam, desde quando meu egoísmo não predomina sobre meu bom senso e eu, como uma boa humana, o escuto como a quem escuta uma ordem.

Hoje não.

Eu não acordei mais cedo Humberto Gessinger, e nem desejei encontrar minha noite na memória.
Hoje eu acordei vazia de mim mesma, como uma casca.
Olhos inxados por noites mal dormidas, e mesmo sabendo que tenho coisas a fazer, a procurar, minha vontade é de vomitar as palavras certas e ignorar o mundo ao meu redor.

Vazia de mim.

Procurei respostas ontem, em minhas músicas, em meus pensamentos, mas meu único desejo era voltar de desfazer tudo ou avançar até anos a frente e descobrir pelo que estou lutando.
Eu já nem sei mais no que acredito.
Queria um sinal, de qualquer coisa e de qualquer lugar, e parar de ter esses sentimentos confusos.



Hoje e nada mais.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Aproveite...

Otaku no Nipo tá chegando e o blog tá cada vez melhor... http://otakunonipo.com.br/

A vida é simplesmente muito curta para se viver em vão, um sabado a tarde pode fazer toda a diferença ou não, depende unicamente de como se faz as coisas.
De uma coisa eu sei, eu nunca mais vou em aniversários que ja deram errado uma vez.
E como é unicamente bom sair com os amigos da minha amiga e ganhar em algo que você jamais se imaginou ganhando.
Escrever revoltada de madrugada para nem sequer publicar o post, revoltar-se com pouco e perdoar sem nem querer ouvir o pedido de desculpas. Só querendo saber que ele acontecerá.
Oh Deus, como sabados a tarde podem surpreender.
É ouvir a voz do meu namorado e sentir que meu mundo volta para seu eixo normal, mas ao mesmo tempo perceber que minha força vem de mim, sim obrigada.
Também é me sentir completamente amada em todos os aspectos e agradecer sempre por ter encontrado pessoas tão iguais e tão diferentes em meu caminho e sentir que cada uma delas significa um pedacinho do que eu sou, mas apenas uma me faz sentir realmente parte do mundo.
Como parece engraçado acordar depois do pesadelo e encontrar o sol batendo em meu rosto, mesmo sabendo que mais seis dias e tudo acabará. Sim, eu voltarei algum dia, mas nem tudo será a mesma coisa.

E como eu posso me sentir tão especial por simplesmente existir, no direito de me colocar no lugar mais importante da comitiva, como a princesa de tudo aquilo. Não passo de uma mortal, mas mesmo assim me sinto especial.
Just Dance... gone be ok <3

O mundo da meia volta e o dia se torna uma tarde de um Crepusculo não tão quente, mas que tem o suficiente a oferecer. Problemas banais são esquecidos e os futeis, tão simplesmente resolvidos.
Mas tudo não volta a ser como era antes, talvez as coisas continuem na mesma, mas meu belíssimo castelo voltou a ser construído.
Ouça o que eu digo, não ouça ninguém. Já dizia meu amigo de anos, Humberto Gessinger.
Agora tudo o que penso é que daquela velha forma não há meios de me sentir mal, o melhor jeito de você não ter seu coração machucado é fingir que você não tem um. Simples e pratico, e como a Sah tem razão.
Independente de tudo isso, quando o Crepusculo revelar a noite seguinte, levante a cabeça, vista seu jeans velho e seus tênis surrado e caminhe como se fosse simplesmente o dono do pequeno lugar onde pisa.
Faça com que todos virem a cabeça, mas não tire por sequer um segundo seu sorriso misterioso dos lábios.
Essa noite é a saideira, não a perca por nada em sua vida.

Eu, como sempre, vestirei meu jeans velho e tentarei parecer o mais invisivel que conseguir com o intuito de observar a noite e as estrelas, elas brilham dentro de mim.

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Só um bom dia ;)


Dançar.
Como se não tivesse nada mais no mundo que pudesse suprir o que simples passos de dança podem fazer em mais um dia de sol.
Caminhar pelo bagunçado e pequeno espaço de seu quarto em uma coreografia improvisada, como se houvesse a ensaiado por anos e aquele fosse o grande momento.
Impressionar o público, mesmo que ele se resuma aos ursinhos de pelúcia que ganhei de meu namorado ou a minha velha Lulu - sim, do bananas de pijamas.
Cantar ao som da música como se ela fosse parte do que está movendo seu corpo, sentir a melodia tomar conta de seus pensamentos e apenas dançar.

Depois de ter lido seu atual livro favorito por horas e sentir seus olhos afundados, tomar um banho frio ao som de qualquer coisa que possa te fazer sorrir e dançar enquanto a água fria destrói o calor imortal.
Olhar para o espelho e observar cada movimento, lembrando de como se fazia antes de tudo mudar.

Hoje eu acordei tão tarde, eu lembro que o Humberto fez uma música muito feliz e com o humor parecido com o que estou hoje, mas o começo dela fala que ele acordou mais cedo. Eu não.
Parece que alguma coisa me consumia, e observando velhas fotos de sorrisos mentirosos eu pude lembrar o que é ser triste de verdade e esquecer aquela velha angústia que me consumiu por algumas semanas.
A vida pareceu tão simples.
Claro, esquecendo de psicopatas obscecados e de corações partidos.
Mas por que diabos eu não posso ter um dia somente meu, trocar as músicas do meu celular, adicionar novos livros ao meu MP5 e depois de tudo isso, escolher as fotos mais divertidas para deixar o mundo inteiro saber o que tenho feito atualmente.
Ler e dançar.

One, two, three, four
Uno, do, tres, cuatro.

E eu nem lembrava como escrevia três em ingles, que coisa mais engraçada.
Mais um dia, que há um ano e nove meses atrás me fazia sorrir sem acreditar, oh meu Deus eu havia beijado aquele garoto, e o que a Thais quis dizer com "eu não vou para o inferno, mas fui um minuto para ver você, e estava quente lá"?
Esse ano ela diz que sim, terça feira ela vem jogar poker aqui em casa e esse garoto ainda não me ligou, apesar de eu ter passado o dia todo pensando nele, mesmo que vendo ele no Daniel - personagem do livro Fallen.

Oh Deus, o mundo gira, mas eu continuo aqui.
Obrigada.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Zerar e recomeçar.

Olho para as minhas mãos sem pressa, o dia se foi e me restam poucas horas de vida.

Não, isso não é um anuncio de suicídio, mas apenas a certeza que no momento que colocar meus pés em Campinas tudo mudará novamente.

Não haverá mais sorrisos e confortos, apenas eu contra o mundo.

Kid Abelha toca em minha rádio mental, a estação sintonizada é a da saudades.
"De tudo aquilo que eu ainda não vivi" ♪
Sinceramente eu não sei se voltar é o que quero. Juro que há alguns dias era o que eu mais desejava, ir para casa como dizia em meu diário.
Não sei se tenho exatamente uma casa, parece mesmo que tenho parazitado ao redor de um mundo que não é e nunca será o meu.
As vezes tambpem parece que o sonho meio que acabou e a realidade mais cedo ou mais tarde me acordará com um bom balde de água fria na cara.

Está na hora de vestir a mascara da felicidade e da força e enfrentar o que vem por aí.
Não motivo para entrar em pânico, apenas mais um ano na faculdade que talvez será diferente ou talvez completamente igual ao ano passado.
Eu já não sou a mesma, mas ainda assim tento ser.

Só já não me sinto como se tivesse 15 anos e um mundo a descobrir.
Eu já fiz meu treinamento para a vida e agora, mais do nunca, eu sei que chegou a hora de viver.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Preferências...

Otaku no Nipo especial pokemon, faltam 15 diaas *o*

Um toque doce da grama verde, uma brisa suava, meus fones no ouvido e um livro bem em frente meus olhos, nada pode estragar esse momento divino.

As vezes penso que nada pode quebrar essa harmonia, mas então ouço a doce voz de minha mãe ( NAFLÁVIAAA ). De qualquer modo, algumas coisas me tiram tão facilmente da realidade que chega a parecer magia.
Basta um segundo de concentração para que meu teto e meuchão simplesmente desapareçam dando lugar ao cenário mais rico que minha imaginação ilimitada pode construir.

Em uma lista sem ordem de preferência, citaria tais vicios sendo Ti Ti Ti  - sim, a novela das 7, Supernatural, ler, ouvir música e escrever.
Dançar e atuar é algo que une duas realidades, não se enquadra aqui.

É tão interessante como em meu momento de alienação a banalidade me faz envolver com algoque não sou eu e nem fui eu que causei. Quando paro para ver Ti Ti Ti realmente me angustio com a Marcela sofrendo tanto, e ao mesmo tempo que sonho com ela, vejo o quando dela gostaria de ter em mim.
Supernatural me trás a um mundo que eu gostaria MESMO de pertencer, e como eu queria ser uma Winchester e sair por aí matando demônios e me sentindo tão vazia por dentro. Parece tão surpreendente saber que a droga da humanidade depende de mim e ainda assim eu quero salva-la.

Ouvir música me transporta para épocas, etapas, momentos... Mas o mais interessante é que meu diálogo com a música me faz quase encontrar todas as respostas. As vezes, ao som de Engenheiros chego a imaginar o Humberto falando comigo como velhos amigos.

Escrever me permite criar um novo mundo. Meus personagens. Bricar de Deus no sentido bom da coisa, criar uma história e seus detalhes que somente eu posso decidir o final.

Mas nada supera o prazer em ler. Nada pode alcançar o estágio de pureza que eu chego ao ler, como se cada palavra fosse minha e para mim ao mesmo tempo... Encontrar no encanto de cada personagem uma forma de me identificar mais e mais, até que por fim, encontrar somente minha vida.
Ler é uma forma de esquecer e lembrar ao mesmo tempo.
Fugir dessa realidade ruim que vem me condenando e maxucando e encontrar apenas o que eu vejo de bom nela, meus velhos olhos castanhos.


Trocar cabelos loiros por negros apenas por capricho e encontrar em tudo um pouco de você.


Ler, por fim, é a melhor e maior coisa que se pode ter em um dia sozinha, porque na verdade, eu estou completamente acompanhada.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Help me.

Otaku no Nipo tá chegando galere, 16 diaas para o maior evento OTAKU de Campinas. O Blog ta super agitado, vamos visitar e comparecer ;)
http://portal.otakunonipo.com.br/blog/

Sempre já passa da meia noite quando tudo resolve acontecer.

Não, simplesmente parece que não há um resquício de amor próprio nesse coração já tão habituado com os buracos da estrada, sou um poço de burrice.
Certas coisas devem ser GUARDADAS para si, e não, eu não sou uma pessoa que lida bem com sinceridade demasiada.

Disse e agora não tem volta, não adianta essa raiva por meu desvio mental agravado, mas também, momento triste somado a pergunta certa.
Sim, foi a pergunta certa seguida de uma resposta sincera.

Ninguém nunca é sincero quando precisa não é mesmo? Eu deveria ser diferente, mas fui sincera quando NÃO precisava.
De qualquer forma me pergunto se não foi o primeiro passo para a redenção.
É sempre preciso dar o primeiro passo para alguma coisa, e por mais que tudo de errado eu só voltarei ao começo... Não digo o mesmo de outras pessoas.

Oh Deus, porque tudo é tão confuso.

As vezes sinto que minha essência e existência concentra-se em torno de apenas um ser, a quem eu dou a minha vida a qualquer momento. Por quem eu mataria e por quem eu deixaria de existir.
Mas de repente meu mundo gira acelerado demais para mim e tudo fica de cabeça para baixo, eu fico abaixo de tudo. Rebaixada ao meu simples lugar de nada.

O lugar que me pertence.

Ele faz tudo tão perfeito e ao mesmo tempo mostra o inferno em Terra e eu não sei se isso é exatamente ruim.

Será que estou ficando louca ou simplesmente minha cegueira é diretamente proporcional ao meu amor? Eu não quero mudar, mas será que é pelos motivos que tenho dito?
Uma ligação e tantas dúvidas, para que aquela pergunta com uma resposta sincera? Você me odeia agora que sabe que também posso desejar ter tudo?

Sim, eu quero tudo, mas nesse momento meu tudo concentra-se em um amargo doce copo de Martini no alto de um prédio.