a vida seria uma bobagem sem essas bobagens


quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Aniversariando ;)

Ai ai, eu sei que meu aniversário já passou fazem 5 dias, mas eu não ganhei presente, não recebi os parabéns do meu melhor amigo e nem da pseudo melhor amiga de Camps, meu namorad suportou meu humor no pior dia do ano.

Geralmente meu anivesário é meu dia favorito do ano, mas esse ano eu odiei...

Bem, pelo menos comi pizza tradicional (daquelas que são jogadas pra cima) e fiz um videozinho idiota falando besteira.
Fotos e maquiagem lecau.

Claro que recebi ligações lindinhas e parabéns fofinhos, fora um trote ilário as 3h da madrugada do Christian <3
Deu pra rir...

Mas acima de qualquer coisa eu quero dizer que com 18 anos, segundo @GabysSama e @bella_miliani, você pode:
• ser preso
• comprar bebidas alcoolicas e entrar em como alcoólico
• dirigir / tirar carta
• ser preso por correr pelado na rua
• dirigir pelado e bebado, ser parado no bafometro e perder sua carta provisória e ser preso por atentado ao pudor

e o meu favorito
• pagar com o corpo sem que sua mãe seja presa por abandono de menor

Uma coisa que você não pode fazer com 18 anos:
• dizer para sua mãe que você agora é adulto e independente, você não é e ela AINDA paga suas contas.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ainda nãão.

Não, ainda não vim aqui falar do VMB novamente, vou assisti-lo semana que vem,não assisti no dia, uma semana a mais ou a menos não vai mudar minha vida.

Tá, nem parece ALOK da Bella falando de VMB, mas é que achei ele na íntegra, daí eu baixo e fico com o MEU VMB para o resto da vida... vou poder mostrá-lo aos meus netinhos *o*.

- ok, empolguei muito.

Na verdade hoje eu to na revolts (e lá vem o Felipe Neto falar 'fala que nem homem' - surpresinha, não sou homem xD), mas eu queria avisar que meus posts vão voltar a serem subjetivos como antes, e beeem apimentados ;)

XOXO

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

VMB, VMB, VMB \o

Eu nem sei se vou ter a honra de assistir a belezinha do VMB, mas eu to no pique como em todos os anos.
Acordei já com aquela votnadezinha de ligar a TV e ver o VMB antes, mas sei que hoje, se for ver, só depois das 7 da noite...

Vou perder a Pê... se é que vai ter Pê esse ano.
To tão por fora do que vai acontecer... acho que isso torna mais legal...
Mal posso esperar para ouvir o Marcelo LINDO falando besteiras e me fazendo rir...

Ai, to tão ansiosa que não consigo falar nada, ainda mais sem saber se vou ou não poder assistir... ai que ódiuuuuu como diria o Rics.

Outra coisa linda do dia: meu namorado mudando de casa...
Ai, eu sei que é besteira, mas pq eu não posso ficar feliz por ele heein? Pq eu não posso ficar feliz por ter VMB hoje?

O povo tudo tá me achando maluca por quase chorar ao cogitar a idéia de não ver o Mar Mar apresentar o VMB... que saco, é só a minha BANALIDADE favorita e deixe-me morrer por ela...
Melhor que me preocupar com o depoimento que não recebi.

Acho que to toda EMO por estar nostalgica, até a sensação de 2 anos atrás volta ao meu corpo... adrenalina sendo liberada e levada a todo meu corpo através das sinapses...

or, esquece isso, é VMB.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Nostalgia

Voltei mais calma agora, e com certeza vou conserguir falar com mais calma sobre qualquer coisa.Na verdade eu estava lendo meus antigos posts sobre o VMB e de relance dei uma olhadinha em meus antigos posts.

Cara, eles eram bem mais lecais. '-'

Acho que perdi minha essência de escrever sobre as coisas que eu acho sobre o mundo, o que acontece na minha vida e que me parece relevante ser compartilhado.
Comecei mesmo é procurar assuntos que despertassem o interesse alheio e não mudou em nada isso, meu blog - simples como é - continua sendo frequentado por poucas e, quem sabe as mesmas, pessoas de antes.
Nada que eu não possa mudar novamente.

Engraçado, em época que VMB sempre acontecem mudanças drásticas com minha forma de agir e de pensar.
No primeiro relatado aqui eu troquei a idiotice do 2ºA por um dia de banalidade que me fez ver que a vida é bem mais simples do que parece; no segundo, já namorando meu príncipe, eu ignorava novamente o mundo + vestibular e assistiu 5x o mesmo programa só por meu ídolo ser o mestre de cerimôneas.

Esse ano, 2010, uma coisa nova surge: se o VMB é minha banalidade favorita, vou tranformá-lo na coisa mais importante da minha vida (depois do Sirius) e me preoucpar muito mais com minha chance de perder o programa do que com o que de ruim está acontecendo.

Que o mundo desabe, eu vendo meu VMB tá tudo bem <3

Novamente estou de volta, e como eu adoro falar isso, me perdi em um mundo onde eu queria estar ao lado das pessoas erradas, mas as certas nunca se importaram com isso, continuam aqui.
E como diria meu namorado: prefiro qualidade do que quantidade; juntamente com a filosófica frase de Pedro Bial: use filtro solar entenda que amigos vão e vem, mas nunca abra mão de uns poucos e bons.

E que venha o VMB, não só pelo Marcelo dando mais um show como sempre, mas pelas mudanças em mim, na minha subjetividade que sempre trazem presságios de que um dia toda a tempestade se transformará em céu azul.

Fica agora a expectativa de boas novas.

VMB

Ah que delícia, e mais um ano de VMB para a feliz blogueira aqui!

Nossa, para quem não sabe já informo: spu VI-CI-A-DA em VMB... Daquelas que chega em casa mais cedo só para ver os aquecimentos.

A desgraça é que esse ano eu to sem MTV, então vou ter que implorar para qualquer amiga caridosa que eu tiver para que ela humildemente me permita assistir a DELÍCIA do VMB na casa dela...
Que ódio do pensionato onde eu moro... se bem que a dona de lá tem NET... qualquer coisa assisto é na casa dela mesmo.

Bem, fazendo propaganda mesmo depois de nunca mais ter lido o blog do Mar Mar (que vou ler agora), quem vai apresentar é o ADNET LINDO TE PEGAVA.


Ai ai, tem nada melhor que isso.



olha eles ensaiando


OBS: que lindo o meu MAR MAR.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Agora tanto faz...

...estamos indo de volta pra casa.

Ao som de Legião Urbana que mais uma vez venho ser complesmente subjetiva e falar de meus prórprios devaneios internos.

Foi interessante observar o mundo como sendo eu exatamente o centro de tudo. De um lado ao outro as expectativas eram de pessoas que me amam.
Agora entendo o que Maria Rita Milton Nascimento (wat?) quis dizer com 'a hora do encontro é também despedida', de um lado os que me viam partir e do outro quem me esperava chegar.
Todos os meus mundos conectados pelo menos fio de energia: eu.

Não é egocentrismo, só foi assim que aconteceu.

E dizer 'até mais' quase todo os meus melhores amigos - só faltou a Luh - de uma vez, assim como ao meu pai, não foi fácil, mesmo sabendo que estava voltando para uma de minhas casas... para os braços do meu anjo protetor.
Meus mundos interligados somente para um ultimo sorriso. Ainda assim sentia a ansiedade de querer o colo do meu doce príncipe.

Agora uma delicada emoção me entorpece. Meu riso faz parte de tantas pessoa e tantas pessoas fazem parte de mim!

Sirius, Jacob, Rafa, Gabi, Rafa, Raul e Jeh; obrigada por fazerem de uma simples despedida um momento ÚNICO.
Eu amo vocês.