a vida seria uma bobagem sem essas bobagens


segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Dias

27/12



Acordei determinada a fazer daquele dia um algo mais...
Planejei detalhadamente, e mesmo que tudo desse errado alguma coisa havia de sair como queria...



Liguei pra Gabys
- Shopping hoje?
- Vamo.



Fexo então... mesmo que nosso shopping seja mais um 'vc tem 16 anos e um pai que axa q tem 8', prefiro akilo a ficar em casa remoendo sobre um amor inexistente (isso explico mais pra frente)
Shopping (nadaanimada)


Ia dormi na ksa da minha avó msm, então alguma coisa ia presta ;)

27/12

Oks !!
Chego no shopping meia hora atrasada, a Gaby não tv no lugar marcado...
- Saco...

Pensamento de Gabys: "Filha da mãe, chega logo"

Bem, encontrei a Naty e conversamos sobre o que ha de perfeito na vida, Twilight (ééé bein, agora viro vicio...)

Dei uma volta e vi de longe a Gabi ruiva (;D), corriii pra da um oi, na hora que olho Gabys do lado com uma amiga - Pri.
Conhecidencia ou acaso?

Muahahahhaha

Tinha tudo pra ser um saída normal, mas quando vejo, Thiago (ex Industrial xD)... tudo bem então, vamos andar, vamos conversar, vamos sentar, vamos brincar de adoleta (?)

Pois se, deu a louca nos amigos dos meus amigos, e lá vai 13 guris e 5 gurias brincar de A-do-le-ta no meio da praça de alimentação (alias, no canto perto das Americanas)

Ixeee, to nem aí, o que importa é ser feliz (neah Alê?)

Por falar nele, viro-me para o lado e encontro um projeto de gay mal assumido chamado Alexandre... genten, isso q é pessoa de bem com a vida... pelo amor de Deus, ele é imperativo até manda para xDMas é super gracinha ;)

Depois da loucura citada acima, as coisa não pararam não, porta do xops: Alexandre, Leonardo, Thiago, Neto, Bira, Gabys e eu conversando...

E lá vai a gente senta, e lá vem o segurança expulsa...

E lá vai a gente pro ponto de onibus, e la vem as besteiras...

E lá vai a gente conversa, e la vem a chuva...

E lá vai a Gabys liga pra mãe dela, e la vem a mãe dela...

Pra quem não tv nada bem, a alegria que voltei pra ksa da minha avó ia faze qualquer um acha que eu tinha era mentido (e de fato, até eu to achando que tv tentando me engana com uma tristeza inesistente).

Conhecer gente tão alegre assim faz vale a pena, até mesmo o Franca Shopping !


.

Dias

26/12

Anaa feliz liga para Jéssica ~°
- Amorrr, onde vc tah?
- Shopping, acabei de rir muito vendo MadagascarAnavocêvaimorrer. (sim, tudojunto)

Notícia dramática...

- Você ta brincando?! (depois da 3ª vez)
- Não, te juro...
- Jeh, tchau !!

~~~~~~~~~~~~~~ // ~~~~~~~~~~~~~~~~

Preciso comenta o que aconteceu em seguida?
Sai que nem um louca, chorando, pulei na cama da minha mãe, e pela primeira vez ela ouviu a palavra DesGraÇaDo sair da mina boca xD

Tão boazinha minha mãe, uso uma psicologia inversa cmg ROX...
"Isso, fica aí chorando, enquanto isso ele ta lá, com outra, nem aí pra vc"

> Burra, burra, burra (tapa na testa) <

Liguei pra Gabys... E aê caraaaa... Sabe browww...
Nem deu pra faze nada...

Fui ve Pânico na TV, e pela primeira vez minha mãenaum reclamo das minhas risadas escandalosas...
Pudera, akilo tv um sarro, Felipe Solari (Orlando Bloom brasileiro *-*) imitando Tiririca/ Nooooooooossssaaaaaaaaaa HAUShAUshuahs
Vi " My super sweet 16", e pirei nas patricinhas e nas festas perfeitas *-*

Enquanto isso, descontava minha raiva no Rafael errado... que me fez quase a mesma coisa =)
Dane-se, eu ja tava melhor enquanto ele se descabelava de raiva... isso me acalmo graciosamente, e depois, eu que tava falando para ele se acalmar, ao inves do contrario..

Dane-se 2, eu queria paz e felicidade (e egoismo) numa noite apenas...

Dormi..
Pesadelo. Justamente o que me irritava =)

Acordei.
Era um novo dia, mas ninguem imaginava como...

domingo, 28 de dezembro de 2008

Horóscopo

O céu e/ou o inferno, ao mesmo tempo. Duelo de gigantes, dupla indestrutível, ameaça social aos menos corajosos. Ambos se entendem tão bem que provavelmente se afastarão, em atitude de respeito, a não ser que existam outros fatores astrológicos acentuando o lado sociável, ou mental de um dos dois. Nos negócios e no sexo, produzem como ninguém.
>> Escopião com Escorpião <<
Õò

Gabys e cia xDDDD

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Pois se

Unha vermelha
Batom corando os labios
Salto 10
Vestido areia, com fivela de strass, balone
Braços corados
Cabelos presos num coc, com alguns fios


Estou pronta pra tentar seguir em frente...
Pq como diria a cantora PINK; "Mesmo com um coração partido a gente pode se divertir"




.

sábado, 20 de dezembro de 2008

Falando como Swan 6

É dificil fazer o que é certo.
Me dei conta disso quando disseram para que esquecesse aquele garoto, mas relutei bravamente alegando ser impossivel.
Não é verdade, e qualquer um que sabe minha infeliz capacidade de mentir, entenderá que o motivo real é minha total falta de vontade de esquecê-lo mesmo.

É bem obvio que em muma semana isso não se daria, mas não é tão necessário meses, como tenho imaginado.
Talvez não queira me libertar dele para não perder a lembrança do que fez minha vida feliz.
Ou talvez por ser uma completa idiota e não acreditar nas minhas próprias palavras.

Não ha sentido para viver em vão, mas atualmente sinto muito em dizer isso, mas não ha sentido para viver.
Ohhhh my, q coisa ridicula xDDDDDDDD
Tenho culpa se sou infelizmente, sensivel, supermelodramatica e hipocondríaca.

Queria ser mais viva, mas estou voltando aos poucos.
Jake, Jake... vc ainda vai me surpreender?!

A Ultima das Negativas

Apesar de ter parado de postar o meu querido livrinho, tive a leve impressão que depois de um longo tempo sem atualiza-lo, o final interessaria qualquer pessoa que realmente queria me ver mal.
E relatei também, pouco do meu estado de espírito.
Queria ter colocado as partes belas e sorridentes, os beijos ensolarados, o perfume doce... Mas o final sempre é o mesmo.
Nunca resta nada.




15-12-08

• A Ultima das Negativas

Caro leitor.
Cansada de narrar a vida de uma garota, que não passa de alguém além de mim mesma e minhas experiências desastrosas, resolvi por encerrar mais um dos livros que não quero tornar a ler.
Meus livros sempre são os mesmos, mas os capítulos sobem e descem de acordo com o que tenho a fazer.
Nenhuma de minhas alegrias dura mais que um mês, nenhum de meus sonhos duram mais que uma noite, e todas as minhas agonias são eternamente dolorosas.
Ainda sim, desisto de relatar o quanto sou ou fui infeliz, ou as possíveis sombras de felicidade que apareceram em minha vida, mostrando o que eu perco a cada instante.
Não existe felicidade em meus olhos, caríssimo.
De todos os fatos ocorridos, uma coisa é certa, Ele sempre foi a fonte de meus problemas, e daria eu, tudo para que nunca o tivesse sequer visto ao longe, menos ainda conhecido.
Meu novo outro garoto, meu antigo e novo amor, mais de uma vez se igualou a Ele e me enganou com um coração frio e duro.
Não tive tanto medo, mas a dor e o vazio foram maiores que esperei.
Desisti novamente de viver, e não da comum forma, perdendo a cor rosada nas bochechas, e o sopro de vida que faz meu coração bater, mas sim, perdendo a vitalidade dos olhos e sentindo que a alma que me tornava ingenuamente doce e carinhosa, se foi para sempre.
Não tenho medo de vinganças. Não mais.
Meu garoto se foi, e não vai mais voltar.
Acabou.



Fim.

Falando como Swan 5

Estava me sentindo um pouco mais humana.
Depois de passar por cinco dias sem o minimo sinal de vida, subindo e descendo as escadas de casa como um fantasma e realmente me perguntando como alguém poderia sorrir ou viver.

Parecia incrivel ver o que as pessoas faziam, como se a vida estivesse normal.
Claro que estava referindo-me ao meu mundo, como um criança mimada que não sabe que existem coisas mais importantes.
Por isso que adoro crepúsculo, é o ponto de vista de uma garota... Bella não se improta muito com o mundo lá fora, só com o dela.

Eu também não ando querendo saber muito... Mal to dando conta de mim mesma...
Alias, ainda estou surpresa por me encontrar viva e intacta (um pouco hipocondríaca, é certo).
O melhor são meus amigos tentando encontrar motivos para me manterem viva, mesmo que a distancia.

Ando insuportavel, e a não ser que a pessoa tenha uma paciencia excepcional, recomendo que não converse nem saia comigo.
Me sinto mal por irritar meus pais, e decepcionar meus amigos, mas a mascara dissimulada não é colavel todo o tempo.
Consigo me manter sorridente e alegre por 4h +/- as outras 20 (contando com o tempo de sono, onde posso me acaba que não tem dor ;D) passo vagando lentamente pela realidade que tento me esquivar.

Mas concluí que estou me testando, ou instigando minha sedenta vontade de ser Romantica da Segunda Geração... Ouvindo RPM, tsc tsc tsc...
Tem algo mais 'Ana, se você quiser se matar a escada está a 9 passos (que acabei de levantar da cadeira e contar)' do que "Um fato normal, um extase de dor", ou ainda, "Já não morro mais de medo, que o tempo escorrar pelos dedos".
Mas tenho certo medo de ferir os sentimentos de quem me suportou essa semana.

Continuo fingindo viver, esperando ser demasiado dissimulada para enganar quem quer que seja.

Edward novamente

"Mas se você a trouxer machucada de novo - eu não me importo de quem seja a culpa; eu não me importo se ela só tropeçar, ou se um meteoro cair do céu e atingir a cabeça dela - se você retornar com ela em uma condição menos que perfeita do que aquela em que eu a deixei, você vai correr com três pernas. Você entendeu isso, mongol?"



Ah não, depois de sorrir falsamente por tres dias seguidos, jurando que ja estava melhor e cogitando as chances de morrer se caísse da escada, Edward novamente vem me salvar.
Nem papito, nem reprise do 15 minutos, nem nada me fez rir com a voz abafada e verdadeiramente como o "Você vai correr com 3 pernas" do meu querido Edward.

Emmett sorriu. "Caiu de novo, Bella?"
Eu o encarei penetrantemente. "Não, Emmett. Eu dei um soco na cara de um lobisomem
".


E dale Bella... quebrou sua mão por bater num garoto que chega a ser obcessivo por ela...
Sorri e ri abafadamente, sem muita emoção, mas pensando na cena...
Mas quando voltei a realidade, meus olhos se molharam outra vez, ignorei o fato de não estar conseguindo respirar continuei a ler...


Detesto a realidade...

Falando como Swan 4

Eu percebi o quão distante estava da minha realidade quando recebi uma ligação costumeiramente satisfatória, mas que naquele instante me soava falsa.

Não pelas palavras de Jess, mas por minha voz distorcida, tentando não me afastar muito da vida, fingindo me importar com coisas que agora pareciam sem importancia.
Eu estava perdida dentro do meu poço de depressão, megulhada até a raiz do cabelo nas lágrimas de dor que ja havia chorado. Presa na desilusão.

Sem esperanças.
Mas não queria afastar todas as pessoas que gostava, ainda sim, me encontrava carente.
Queria a atenção que não tinha mais.

Repeti para mim mesma, infantilmente:
"Edward, não me deixe sozinha", sabia o fundo que essas palavras tinham.

Ainda olho para o celular a cada dois segundos, esperando que ele brilhe indicando uma mensagem sem sentido de uma conversa banal...
Sei que não vai tocar.

Mas sabe quando cada músculo do seu corpo se contrai involuntariamente? É mais ou menos assim que acontece.
Não é minha culpa nem minha vontade.

Uma coisa que é incrivelmente interessante, a única coisa que tenho para me agarrar, nesse exato instante, é na certeza de uma coisa que sinceramente não tem chances de acontecer.
Mas infelizmente, a única forma de me manter viva é acreditar cegamente (como uma garota de 6 anos, pensando que a vida é bela) que irá acontecer.
Disse que não acreditava muito em "O Segredo", menti, principalmente quando as coisas começaram a dar errado depois que deixei mesmo de acreditar.
Mas acho que isso não tem nada haver com o que estou falando.

Como eu queria poder me distrair com qualquer coisa, como antes, pq agora, tenho que me concentrar com muita vontade para poder me distrair.
E também, me tratar como uma criança de 4 anos com medo de pesadelo:


- Shhhh, shhhh, já vai passar.

Desabafo...

Estou seguindo cada passo da minha personagem favorita. Cheguei a pensar que isso é absurdo, mas não chega a ser ridículo.
Para quem já ouviu palavras romanticas e recebeu corações, foi despertada e colocada para dormir por uma pessoa só, absurdo é saber que tudo não passava de um 'Vamos Brincar de Amor'.

Mas incrivelmente isso para mim, não soa ironicamente, mas sim com uma grande pontada de sofrimento e uma dor emocional sem tamanho.
Ainda estava achando absurdo seguir os passos de minha personagem favorita, quando percebi que mesmo sem querer, as coisas aconteciam de verdade.

Crepúsculo, mesmo com os contratempossemnoção, se transformou na base dos acontecimentos de minha vida. Não que considerasse normal, mas ja era inevitavel, ja que assim como a Bella eu sou um imã de problemas.
Apesar de não atrair Vampiros, Lobisomens e amigos obscessivos por mim, consigo atrair mais problemas que qualquer garota de 16 anos.Alias, eu consigo me transformar num problema.

Mesmo assim eu estava penasando em como as coisas eram impressionantes.
Crepúsculo descreveu os dias mais incriv... bem, foi parecido superficialmente com alguns dias legais... é, dias interessantes, mas nada demais.
Mas Lua Nova se transformou exatamente no que é minha vida agora.

E sabe que estou me empenhando em ser igual a Bella em tudo... apenas com uma diferença, o Edward dela volta o meu não xD
Primeira semana, como sempre, é sem vida... pelo livro, ela nem na escola/serviço foi.
Daí pra frente ela só se esforçava para murmurar e responder nas horas certas, fazia todo o serviço de casa sem reclamar, etc. etc. etc.

Minha mãe conseguiu ficar brava comigo pelo fato deu estar fazendo tudo o que ela manda, extremamente bem feito e rapido, por não estar discutindo e por estar quieta.
Antes ela me enxia o saco por fazer tudo demorado e de má vontade, discutir com ela e ficar com som alto e fazendo bagunça.Mães, quem as entende.

Com certeza a raiva dele provem da segunda passada, onde eu levantei da cama e no que ela falou "Bom Dia" eu comecei a chorar que nem uma desalmada, alias isso eu sou, que nem alguém que acabou de leva um tiro no estomago e sabe que vai morrer.
Acho que ela ficou brava por eu ser fraca o suficiente para chorar, mas compreendam, foi dificil levantar e descobrir que o pesadelo era real.

Ela também ficou irritada, como Charlie (pai de Bella), com minhas respostas automaticas e simples, sem empolgação, minha falta de fome e com meu acesso de choro no meio da rua.
Ridículo essa de chorar no meio da rua, mas vai a merda... onde minha passou foi dificil conter, ainda mais com quem vi e a lembrança que as duas coisas me trouxeram no exato momento (lugar: praça, em frente a uma saída de carros).
Mas eu só fraquejei na voz e algumas lagrimas involuntarias quase vieram, o resto foi engolido.

Tentei encontrar um Jacob na minha vida (o melhor amigo de Bella, e o que a fez viver Edward não voltava), acho que tem bastante Jacob na minha vida...
Mas que nem a Bella, eu não quero mais fala sobre Ele.
Acho ridícula essa de não falar o nome dele, pensando bem, meu vizinho bebe lindo, meu primo bebe lindo, meu tio, um dos meus melhores Jacobs e outras pessoas afora tem o nome dele.
Mas não é tão necessário usá-lo para me referir a ele...

Gente eu to mals de novo, remédio acabo o efeito e meu corpo voltou a doer, e que nem a Bella, meu corpo treme por inteiro e com uma força que me da medo.
Acho que vou lá beber mais 40 gotas de remédio (felizmente as +/- 120 me fizeram entender que minha vida ja ta amarga o suficiente sem ter que tomar aquele troço, muito mais em excesso), mesmo sabendo que a dor não provem do meu corpo, ja que não tenho nada aparente, mas pelo menos passa. Pscicológico fraco ;D

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

A Pior Noite

O momento mais triste, foi quando fexei os olhos (ao som de uma musika do John Lenon) e comecei a rezar, primeiro duvidando de Deus, depois reclamando e ao fim me rendendo ao desespero de que não tinha mais forças para repassar por algo mais doloroso que dia 29 de maio havia sido... fexei os olhos e rezei em silencio.
Senti cada lágrimas descer por meu rosto.
Abri os olhos, e ve que minha mão estava pousada delicadamente sobre o celular, nem sabendo o porque dakilo, até que ele mesmo me avisou.
Uma msg. Era o fim, afinal.



Bem... começo q acabo no dia que começo, um mes depois.
Tradução: 1 mes depois da gente te começado, se foi o que era doceeee...

Tudo bem, não é nada de tãããooo ruim assim, a gent termino depois de eu ser praticamente enganada ;D
Tudo bem, eu ja toacostumada a leva porrada da vida e te q levanta sozinha
Sozinhaaa não poha, pra isso servem as vizinhas =D
Nããão, se eu consegui ri com elas, um guri a menos não é bem o fim do mundo...

Foi a pior noite da minha vida, eu me acabei de chora, e eu nunca senti tanta dor no copo e tremi tanto estando de blusa de lã e coberta na minha vida...
Fora que eu tv tão mals, que eu respondia as msg e depois tinha q le pra lembra o que falei... tv dfcl...

Na hora que o celular me avisou que minha vida instantaniamente tinha acabado, esperei apenas mais alguns instantes para dizer Boa Noite e tentar sair da realidade...
Queria me dopar, ou entrar em extaseeee... sl, mas não tinha jeito...

Meu sonhos foram reais, mas pelo menos nele a dor não existiaaa...
foi a pior noite e o pior dia da minha vida

Lado positivo estimado leitor: Enfim dia 29-05 deixou de ser ruim o suficiente...
Lado negativo: AHHHHHHHHHHHHHHHH EU VO ME MATAAAA

Brink's...

Relatei mal... mas nem pretendo segui adiante, lágrimas desnecessárias custam=me olheiras absurdas, e é dfcl ser eu nos dias de hj... linda, morena e SOLTEIRA

Solteira? Sim
Sozinha? Por um pokeno periodo de tempo
Sozinha? Tááá oks, não ^^

Brinks, deixa a vida passa, eu me curo na cachaça =D

Introdução

Antes de qualquer coisa, não pretendo posta tão cedo...
Gostaria de ser aquelas gurias que fala

"Bola pra frente q eu so gostosa demais pra me remoe por um guri qualquer"

Erros da frase:
1- Eu não sou gostosa, sequer demais ¬¬
2- Não era um guri qualquer
3- Bola pra frente é fogo pra uma descordenada q nem eu...

Bom saber que meu bom humor não se foi por completo... Mas seguindo...
divido meus post's EMO's (eu bem q tentei o momento budista denovo, mas medita saiu de cogitação a partir do momento que pensei que o remédio que eu tv bebendo pra dor no corpo era veneno HAUshuashuahs), divido-os em 2 partes... uma da noite e outra do que é...

Acho que não havera leirotes para esse post, mas ainda sim, um desabafo não cai mal a ngm...

Boa sorte ..;D

sábado, 13 de dezembro de 2008

Frageis Testemunhas

Estou eu em meu momento budista, quando recebo tal pérola:

Só pq eu sou besta não quer dizer que vo faze besteira rs. Ah boa missa e casa pra vc então kk. Me deixa depo, recado e faz uma atualização sobre mim no blog kk

De: Saukerl oi !!
< +551688##$$37 > [ 6561 possibilidades de descobri, boa sorte]
13/12/08
11 : 33




Ahhh comecei a ri na hora, vai se axa assim em outro nº Oi xD por isso insinuo q ele é meu Jake, eu posso ta um caco, posso ta até em momento budista ou EMO, que é só essa pessoinha vir me enxe, fala cmg ou simplesmente pega pra joga cmg que eu já fico toda das alegrinhas ;D


Eii senhor Lucas, um post pra fala de vc, e no geral de amizades.
Porque coitado dele, e da Jeh, q são aqueles que eu mando msg às 2 da matina falando que to mals, e que por não sei que raio de motivo, respondem.

Quem mais faz isso heinnn??!!


Ahhh, tem a Thais tbm, q se eu manda uma msg do twp 'Me liga agora que to precisando', ela me liga ;D
E o Rafa Laporte, que me suporta, aguenta e atura a cada crise xD
Também a Gaby que ja seguro cada barra que puta que pariooo (desculpa)


Mas sério, pra ser meu amigo tem que te uma pacieeeeeeennnnnciaaaaaaa, mas uma pacieeeeeeennnnnciaaaaaaa que só eles mesmo...


Sabe o que eu e o Lucas fizemos na sexta a tarde?
Jogamos... HSAuhaushuAHSuahs
O seguinte, eu falava uma palavra e ele o que significava... esse jogo é repetido de uma vez lá, mas o melhor foi, agora eu fala uma coisa sem noção e vc fala o q vier na cabeça.

Veja alguns exemplos do que saiu:
Diz / Responde
Ana: espinafre / Lucas: Popeye
Lucas: All Star / Ana: Seu madruga
Ana: Dagoberto / Lucas: Cerveja
Lucas: Britney / Ana: Guarda chuva



Só sei que ele falou depois Caminhos da Roça e eu morri de ri HSuahUShaUsh
São coisas asism que acontecem entre eu e o Lucas... e mesmo que a noite seja horrivel, eu sei que ele é bem capaz de me pegar no colo e por pra dormir.


Te amo guriii...
Nós dois somos 'Frageis testemunhas de um crime sem perdão'

Yo digo R...

Tú dizer BD...
RBD, RBD !!

Como eu contei os momentos para assistir esse show...

Quando liguei a TV na Record e vi que o show ja tinha começado, senti-me estranhamente decepcionada, mas ainda sim, depois de meu dia de budista - meditando - estava completamente animada para rever meus rostinhos favoritos.

RBD !!
Quantas histórias, dias, sonhos... quantos momentos embalados por suas musicas, quantas brigas na oitava série e quantos sorrisos.
Nada demais, o tempo não volta mesmo.

Achei que ninguém além de Thais, Fê y eu estaríamos vendo (digo, do povo que conheço e gosta +/-), mas de repente o telefone toca.
Gaby's !!

Vem aquela onda de nostalgia, e nem deixo a coitada fala direito, ja disparo que ta passando o show.
-Liguei pra fala isso !!

Fora a gente falando junto, vendo o Christopher (que tava parecendo o Volverine depois da Dengue)... ai meus Deus, que saudades...

Anahí - Sem sombras de dúvidas, a melhor, mais bela, encantadora e doce... aquelas olhadinhas dela me deixaram pasma... eu chorei muito com ela, e pirei com o cabelo extremamente grande que ela ostantava em sua cabeça xD
Dulce - Que cabelo P.E.R.F.E.I.T.O, como assimmm??!! Ela tv maravilhosa, e sabe que cantei muito mais animada com ela do que com todo mundo.
Maite - Gatíííssimaaaaaa... pelo amor de Deus, que baita mulherão que tava naquele palco, aquele rostinho todo meiguinho e tals, coisa incrivel, fora a voz daquele mulher que mata, incrivel !!

Poncho - Tirando que tv meio gay akele rabinho de cavalo, ele tava de morre (alias, de mata), ooooo lá em ksa HAUShAUshuahsuahsuahs, não sério, ele é o mais carismático pra mim, supersorridente, animado, extrovertido... Lindo *___*, Lo mejor.
Christopher - Barba mal feita, óculo de sol marrom (?), camisetas mamãe sou forte, desenturmado... ele ainda é lgl, mas preferia estilo de Diego Bustamante... mas eu rashei de ri com ele, sério, todo mundo dançando em par e ele autistão lá, dançando com ele mesmo... ele tv mt sem noção
Christian - Oh my !! *___* ele é o gay que eu queria que fosse homem, de coração, eu amo ele HUSAhush (não mais que o Poncho), tava incrivelmente extraordinário, e vai canta bem assim lá longe... chorei muitooo com ele cantando Tu Amor.


Não vou falar sobre nenhuma das musicas, pq não tem jeito de escolher menos que 10, mas o que posso fala é que quando apareceram todos vestidos com o uniforme do Elite Wey School (axo q é assim), eu gelei, tremi e arrepiei... como eu quis um daquele HUAshauHsuahs
Foi incrivel.

Vai deixar saudades, e enfim, entendi o porque sou fã deles...
Pelo simples e interessante fato de que me faz bem.

Falando como Swan 3

Minha mãe me acordou 9:10 da manhã, não fazia nem duas horas que enfim havia conseguido dormir.
Levantei fazendo uma careta, mas por sorte ela não viu.
Meu humor estava em um estágio não muito confiavel, ainda sim levantei da cama a contra gosto, sentindo minha cabeça doer.

Duas horas antes, meu celular havia tocado e despertei de mais um de meus sonhos sem sentido, apalpando a mesinha de cabeceira, sem saber que o celular se encontrava na minha mão.
Li, ainda zonza, a mensagem e respondi o mais rapido possivel para que pudesse voltar a dormir em paz.
Ainda achava que estava sonhando, talvez por isso a pressa, para receber uma resposta.
A segunda mensagem me fez despertar, virei de bruços, apoiei minha cabeça em meus braços e estiquei as pernas, e escrevi outra mensagem, ainda zonza de sono.

Agora que tinha levantado, me arrependi amargamente de não ter ido dormir mais cedo, mas a febre me impedia de um sono tranquilo, e os pensamentos não me deixavam descansar.
Cobria meu corpo, sentia um calor infernal, descobria-o e sentia frio. Era impossivel dormir assim.

O dia inteiro mantive os pensamentos em tudo o que não me fizesse lembrar do que havia acontecido na noite anterior, preferia não analizar as coisas e me chatear.
Era como me manter em um estado de entorpecencia continua, apenas não pensar em nada.
Antes que pudesse respirar aliviada por ter afastado qualquer pensamento de minha cabeça, e ter parecido normal o suficiente para meus pais, as vezes exagerando nas implicancias desnecessárias e forçadas, o celular novamente tocou.

Preferi responder de um modo estranhamente normal do que evitar as resposta, aquilo ficaria o dia todo na minha cabeça.
Ainda não estava completamente bem, mas ainda sim, as coisas pareciam estarem melhores.
Estava começando a ficar mais animada, apesar de que a cada instante de distração, meus pensamentos me lembravam o motivo do meu dia ruim.
Evitei agarrar meus joelhos e colocar a cabeça entre eles, mesmo assim, alguma vezes minha garganta se sufocava sozinha, ainda estava querendo saber o que realmente havia acontecido.
Era difícil acreditar que estava tudo bem, mas ja era impossivel pensar que tudo estava mal.

Desisti de pensar em Edward e fui conversar com Jake.
Se eu entro em momento de decadencia, com certeza eu vi a mesma cena com a Bella.

Ahhh eu cantei essa pedra no Bingo !!
Ta aki os trechos que axei e me deu vontade de po aki:

Eu estava tonta; era difícil me concentrar. As palavras dele giravamna minha cabeça (...)


Eu tentei respirar normalmente. Eu tentei me concentrar, praencontrar uma forma de sair desse pesadelo.
"Adeus, Bella", ele disse na mesma voz calma, pacífica
.


Enquanto eu ficava lá, eu tinha a impressão de que havia se passadomais tempo do que eu podia imaginar. Eu nem podia lembrar aquanto tempo a noite havia caído. Era sempre assim tão escuro aquidurante a noite? Certamente, como era a regra, alguns raios de luaatravessavam as nuvens, através das rachaduras nas copas dasárvores, e vinha encontrar o chão.
Essa noite não. O céu estava completamente escuro.


Eu esperava estar desmaiando, mas, pro meu desapontamento, eu não perdí a consciência.
As ondas de dor que até agora só haviam tocado em mim agoraficavam mais altas e passavam pela minha cabeça, me afogando.

Eu não emergí.


Eu chorei até dormir por causa desse garoto. A rejeição dura delehavia feito um novo buraco no que ainda restava do meu peito. (...)
Tudo isso, acumulado ao fato de que eu estava cansada feito um cão, não me deixou com um homor muito amigável
.

Desabafo...

Celular volta ao normal.
Mau negócio, péssimo dia...

Sabe o que é inacreditável, na quinta redigi tal façanha:
O amor que não era real, pois uma vez amor, nunca esquecido. E já esquecido, agora, não passa de mais uma das histórias jogadas na pilha de restos, onde vagarosamente observo incendiar-se.

Tradução vagamente digitada, ainda não consigo ver o teclado com o excesso de humidade em meus olhos: Que se expluda (desculpa, mas o Jesse falo e eu copiei) o passado, ele não me importa nem um pouco, morreu, acabou-se, hasta la vista baby, já era...

Sabe o que me mata? Que tudo que faço e digo é anulado num simples piscar de olhos...
Merda, eu só contei pela raiva... deveria te fechado a boca... mas eu não sei mais o que faze pra para de se um imã de problemas...

Acabei de coloca a mão na testa, 00:12 agora, to com febre.
Meu corpo ta doendo inteiro e meus olhos ardendo como fogo...

Nossa, eu to muito quente...
Eu não acredito em como eu tenho vocação a estraga as coisas, mas ta certo, é só mais um tombo... espero levanta melhor desse do que dos outros.

Ah caralho, eu queria tanto pode vê as coisas normalmente.
Eu to demasiada estressada, acho melhor parar esse post por aqui, antes que eu cometa uma loucura e coloque o que quero dizer de verdade e para quem quero dizer.

Não consigo nem pensar direito, eu to derrotada como diria meu pai...Se por acaso não conseguir me acalmar, os soluços + as lagrimas + a febre vão me matar por falta de oxigênio.

Adianto nada regula a respiração... e não sei se é uma mistura de raiva e desprezo, ou a mais provável, de medo e de sufoco.

Risquem sufoco, me lembra uma musica nada útil para o momento... asfixia é melhor.

Nem a TV, nem meu livro ta distraindo.
Parabéns, nem o EDWARD ta me acalmando...
E eu preciso dormir.

Ai meu Deus, rezo pra que não passe de um problema normal que eu sempre atraio, pq se passa disso eu JURO que sumo de Franca e só volto no primeiro dia de aula.
Nem Natal eu passo aki, vo pro inferno e fico lá fazendo companhia pro capeta...

Nossa, desculpa, essa foi um pouco exagerada...
Mas eu me ‘mudo’ pra Ponte Alta sim, sem MTV, sem celular e sem internet... eu literalmente vou SUMIR do mapa, e quem sabe não me afogo por lá msm...

Figura de linguagem, pelo amor de Deus, meu instinto suicida se foi desde que Marcelo apareceu na minha vida.

00:48 to de novo com o rosto nas mãos, apertando com mais força que devia os meus olhos... acabei de confirmar, eu to com febre.
Legal, não me dava isso há uns oq? 4 anos...
A ultima vez que me lembro foi no meio do ano de 2005.

Ótimo, desisto da noite... mas também vo para de escreve... desliga o celular e reza pra q tudo esteja bem antes que eu posso imaginar.
E que a febre passe, eu já to começando a ficar zonza...

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Ja era...

Mais uma das coisas que fazem minha vida, e alias, que foi o sentido de permanecer viva até as 9:45 durante as duas primeiras semanas de junho, e principalmente dia 29 e 30 de maio, enfim e infelizmente se acaba.
Marcelo Adnet entro no ar pela ultima vez, a frente de um assunto inédito do 15 minutos, nessa quinta feira 11-12, onde na qual, falou sobre o fim.

Começou o programa como sempre com um e-mail, e conforme foi passando, a audiencia esperava revelações como se o programa era gravada num cenário no RJ ou num estudio na MTV, a verdadeira identidade de Kiabbo e até mesmo o rosto dos cameras.

De fato, todas as perguntas ja foram ha tempos respondidas
- Kiki é na verdade um cantor de super talento (na minha humilde opnião), chamado Felipe Ricotta (e q eu tenho no MSN ;D)
- O programa sempre foi gravado em sampa, num estúdio da Eme Te Vê
- E os cameras, basta assisti Quinta Categoria, Descarga e algo que envolva Mion...

Não foi facil pensar que era um adeus, afinal, o que eu ja ri em dias que tudo parecia perdido, junto com esse carioca gatinho que eu realmente amo, não pode ser escrito em lugar nenhum além d aminha agenda.
Eu tenho praticamente 80% dos temas do programas anotados, o que vai me faze entrar em depressão logo... eu vou sentir falta... ja era parte de mim...
E quem me conhece sabe o quanto amo aquele carioca e o minerin =DAfinal, eu vivo pensando e falando nele... foi meu amor até aparece um de verdade hehee...

Pooxaaa, Mar vai me fazer uma falta doentia, e sem acreditar muito que algum dia isso chegue ao conhecimento até de alguma fã de verdade (e como eu desejei ter o cel da Mel ou Santi na hora q ele anunciou o fim, pq ninguém entenderia a agonia do meu s2), bem, eu queria agradecê-lo por ter me salvado de tantas noites de choro e medo, por ter alegrado meus dias, por pelo menos 15 minutos...

Eu sei, eu sei, nada acabou e o Mar não morreu, muito menos o Kiki, mas o 15 minutos ja era, ano que vem tem Adnet and Friends, mas o mano Kiki não faz parte dessa brincadeira...
Ou talvez tenhamos nosso 15 minutos de volta + o Adnet and Friends ;D

Tudo depende da querida MTV...
Mas o Mar nunca vai deixar de ser o meu amor, e imploro as gurias, não deixem de dar notícia dele *___*

Pelo menos por mais 15 minutinhos ;D

Brincando de Escrever

Por um sonho ou uma vida, a palavra certa e os sonhos coerentes devem fazer parte da realidade e luta de cada dia de chuva.
Medos não são permitidos depois que todos os horrores e monstros foram afastados, nada pode me abater, a não ser que seja forte o suficiente para desafiar meu olhar confiante.
Nada pode trazer lágrimas, a não ser que eu mesma diga que quero chorar.
Livros podem ser ou não importantes, e dependendo de minha vontade vital, devorados ou jogados em mais um pilha de restos de uma vida sem importância.
Uma vida passada, da qual quero me livrar.
Um circulo de falsidades no qual me coloquei disposta a suportar o que viesse, apenas pensando em uma pessoa, um amor.
O amor que não era real, pois uma vez amor, nunca esquecido. E já esquecido, agora, não passa de mais uma das histórias jogadas na pilha de restos, onde vagarosamente observo incendiar-se.
O fogo queima cada linha de uma história mal contada, sem um final feliz, e o mesmo fogo que arde nas folhas fajutas, queima em meus olhos, que apenas refletem o que vêem.
Não posso disfarçar um reflexo que não mente, mas que pode mostrar tudo ao contrário.
Mas cada linha dessas histórias que fizeram meus brilhantes olhos se transformarem em uma masmorra de depressão e lágrimas, foram eliminadas vorazmente, deixando para trás pequenos maxucados.
As linhas belas e encantadas ficaram, não vale a pena deixar que tudo vire cinza da mesma fogueira, as coisas se diferenciam mesmo quando o final é o mesmo.
Mas nada pode me abater, a não ser que esteja perto demais.
Não há nada perto demais, além de alguém, uma única pessoa, que às vezes me confunde e se confunde com o meu personagem favorito.
Não há nada mais encantador que isso. Minha vida se tornou meu próprio livro, onde aprendi como se escreve cada capítulo, e principalmente, como se joga fora os ruins.

Harry Potter x Crepúsculo

Nada melhor que uma absolutamente fã dos dois para colocar aqui, um debate feito por mim mesma sobre os dois.
Tem muito merdinha aí falando que Crepúsculo é modinha e o novo Harry Potter.

1- O animal leu os dois?
2- O aninal sabe diferenciar modinha de coisa que agrada?
3- O aninal tem alguma coisa haver com isso?

Começo comentando sobre a história de modinha.
Fala, tudo que é bom teve seu momento de modinha, de Star Wars a Legião Urbana, tudo o que é bom acaba chamando a atenção de gente demais, o certo é saber diferenciar os verdadeiros fãs do resto.Isso é uma prova brutal que como Crepúsculo e Harry Potter são bons, atraiu muita gente, e na certa, vão ser livros que marcarão essa época, Crepúsculo ainda ta no começo da fama, mas Harry Potter já em um MARCO (instigo sim Lucas ;D), fala uma santa alma normal que não conhece Harry.

Até Crepúsculo já é dificil conhecer alguém que nunca tenha ouvido falar.
Quer dizer então, que como Harry Potter é modinha, acho que é a moda mais longa que já vi nos meus 16 anos de vida, principalmente porque fazem dez desses aí, que HP é modinha...

10 anos de modinha, VIXEEEE, isso que eu xamo de modinha duradoura.

Agora falando sobre as semelhanças:
Dois mundos paralelos se cruzam, os humanos não podem saber da existencia do mundo de lá, existe lado bom e mal das criaturas, os personagens tentam se integrar no mundo real, ha uma luta entre bem e mau (pelo menos em termos).

Gente, juro que achei só isso de relação, mas o enredo das histórias não tem nada have, o jeito das suas escritoras (fabulosas) sõa distintos... olha algumas da minimas diferenças:

Harry Potter:
3ª pessoas,
frisa aventura,
não é extremamente sentimental,
morre bastante gente IMPORTANTE,
tem uma história de um passado onde tudo se cruza,
objetivo maior do mocinho é salvar o mundo bruxo e trouxa, o mocinhO é homem,
o mocinho é do mundo de lá e não um humano, etc.

Crepúsculo:
1ª pessoas,
frisa romance e história,
é extremamente sentimental,
não morre até agora ninguém de util (nunca vi Laurent como util),
a história começa a partir do momento que eles se conhecem, não tem nada no passado,
objetivo maior da mocinha é ficar com seu amor,
a mocinhA é mulher,
a mocinha é humana e não 'criatura', etc.


Tire suas conclusões honey... e leia

• Rec

Quarta feira chega... acho que foi o primeiro cinema que marquei e deu certo assim, na lata.
Ta certo... acho que desde o Hopi eu ja imaginava com quem ia ve esse filme, mas acho que foi um pouco melhor...
E vamos eu e Thais fazer coisas de meninas, enquanto esperamos os guris.

Nossa, como eu AMO as férias...
Sem preocupações, sem medos e sem ter que ver quem não quero (vai neeessaaa)
Depois de um pequeno desfile e escolha de roupa (coisas de menina, lembra?), vamos nós nos encontrar com os senhores cavaleiros (acertei??).

Vi a Milena, e ela disse alguns nomes que quase fizeram com que eu caisse do salto ¬¬
Como eu disse lá em cima, vaii nessa...

Vi a Cíntia e Karol {acho que alguém deve te entendido}

Bem, animadamente perdi o Treiller do Crepúsculo - ÓDIOOOO SUPREMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO - bem, assisti de longe, mas eu vi meu Edward, aiii aiii *___*

Falando do filme, que merda...
Falando do filme, mais perfeito só 2 ^^

Gente, não recomendo, depois da velha gorda e do zumbi anorexo, sinceramente, vá assisti Os Moscanautas ou qualquer outro, que seja comédia... pq Rec também foi pra mim... HUAShauhsuaHSuahsAssustei umas boas 3-4 vezes, o que fez o Rafa ri bastante da minha kra... poxaaaa, era de se espera mesmo xD
Mas se vc NÃO gosta de sangue, assim como eu... não assista MESMO, ia me dando era aflição das coisas ¬¬

Afinal, até que foi legal sim... pena que não vi o que mais gostei, o Pablo (que era o camera).

E ja dizia um amigo meu, o que faz a alegria não é o lugar, mas a companhia...

Concordo ;D

Edward Cullen

Aviso: Esse é mais para as garotas do que para os garotos.

Depois de assistir Branca de Neve, ou aqueles filmes da sessão da tarde, acho que toda a menininha inocente de 8 anos de idade pensava que um dia iria encontrar um principe encantado.

Bem, eu particularmente sonhei com isso, mas depois de te encontrado mais o cavalo dele (e bota cavalo naquele infeliz) do que o dito cujo, desisti completamente dessa idéia absurda de garoto perfeito.

Não perfeito de 'o auge da perfeição', mas no minímo, alguém que pudesse me encantar.

Depois de ler sobre Edward Cullen, mudei meu ponto de vista... eu quero um vampiro xD
Ele é o esteriotipo perfeito de garoto, carinhoso, misterioso, obscuro, chato (as vezes), não muito certinho, de poucas e suficientes palavras, e tem olhos de topázio (seja lá o que for isso, e de que cor seja, os olhos encantaram a Bella, e geralmente, olhos me encantam tbm).
Vc se apaixona por ele (vc garota), e sinceramente, quando ele aparece no livro, uma espécie brutal de segurança e força corria pelo meu corpo, sl, coisa estranha... mas ele é Edward *___*

E pelo livro a gente se apaixona, pelo filme a gente se derrete (ahhhh, olha o cara que faz ele... Deus me livre... alias, Deus me traga ele HUAhsuAHSUAHsuaHSuahs)
O cara é incrivéééll...
Tradução lógica: NÃO EXISTE

Tudo bem, vale sonhar...
E se possivel, sonha com Edward...

Ele toca piano ;D

Lua Nova

Segundo livro da série Crepúsculo, Lua Nova é a continuação da história de Bella Swan, a garota que se apaixonou pelo sedutor vampiro Edward Cullen.
Nessa segunda parte, Bella e Edward se separam pelo fato do imbecil dele achar que é melhor para ela, e enquanto tenta se recuperar da saudades e do coração partido, Bella estreita seus laços com Jacob, filho de amigo de seus pais, descobrindo que não é apenas Edward que se transforma numa figura folclórica.

Óóóóó me senti A jornalista, resumindo dessa forma, mas sinceramente, gostei mais do primeiro, tirando o final... Er... os dois são perfeitos, mas o primeiro tem mais Edward ;D
Nesse segundo eu percebi como me identifico com a Bella, é, parece completamente estranho, mas sentia cada dor que ele sentia, parecia uma retrospectiva de junho... mas com o Edward... valia e pena.

Genten, eu chorei que nem uma condenada, minha vizinha comento o quanto meu olho fico inchado...
Junto o fracasso, a minha mãe em infernizando, a saudades de sl quem, o pé do Edward e o momento sensivel da Ana, e eu quase me acabei de tanta lágrima...
E era pra vale, choro mesmo, descontrolado...

E depois um momento EMO básico, respondia uma msg assim
Não e não também...

EMO¹²³

Mas o final perfeito me fez sorri novamente, e na noite de terça eu IMPLOREI pra sonha com o Edward...
As vezes eu até abro o olho pensando em ve-lo em qualquer lugar do quarto...
Nossa, quem lê isso vai me achar completamente maluca.Mas sabe que demorei 2 dias pra le o segundo... apenas 2 dias *__*

Bem... recomendo esse livro também... é incrivel *___*

Crepúsculo

É genten... eu nunka li um livro com tanto desespero, atenção e vontade.Comecei numa segunda e no sabado tinha acabado, demoreiiii mttt, mas levando em consideração o vestiba no FDS, e que eu lia só depois das 11 da noite, demorei em torno de 20h no total...

O que posso fala: hmmmm... errrr... bemm...
INCRIVEL, PERFEITO, SUPIMPA !!

To passada até agora, quanto mais eu lia mais eu entrava dentro daquele universo. Chorava e sorria com eles, parecia que a Bella era eu...
Alias, eu via as coisas em primeira pessoas, o que é anormal, sendo que geralmente imaginamos em uma terceira pessoa.
Devo parabenizar Stephenie Meyer por sua genializade para escrever, desde Rowling nada me deixava tão encatada, talvez pelo fato de lidar diretamente com sentimentos, sem aquela coisa de aventura e etc.

O que posso dizer de verdade, é que a única coisa que me acalmou na hora de passar o gabarito daquela coisa da qual não quero nem lembra o nome, foi pensar em cada detalhe daquele livro.E Edward...

Mas isso é coisa pra outro post, por enquanto recomento de coração esse livro... ;D

Fracassando...

Meu mundo girou por um instante, quando percebi desesperadamente que não sabia nada de biologia naquela prova.
Nada de biologia, filosofia, sociologia, fisica e matemática, mas agora o problema não era mais esse.

Fracassada.
Essa palavra nunca havia entrado em meu vocabulário, até me dar conta que havia fracassado com o unico sonho no qual me apoiava.
Lutei e perdi.
Talvez se tivesse me esforçado um pouco mais, tivesse deixado todas as banalidades de meus dias, sacrificado sentimentos sem importancia, e até mesmo os que era importantes.
Já não era mais tempo de pensar nisso, não havia volta nem consolo.

Apesar do maravilhoso dia que havia tido, ao me separar de minha melhor amiga, e também de meus novos e possiveis amigos, me senti vazia, esperando a resposta para minha pargunta.
-Quão mal eu fui?
O suficiente para me fazer chorar.

Comecei a pensar desesperadamente em Edward, me agarrei a imagem de um personagem que não tinha nada haver com meu mundo, como se fosse a unica coisa que pudesse aliviar a pressão que sentia sobre minha cabeça.
Esperava ansiosa que alguém pudesse me dizer o que fazer, como sempre, mas as palavras foram substituidas por um imenso vazio, e apenas e exclusivamente, de quem eu mais precisava.
Voltei para Edward imediatamente, e prometi que não pensaria em mais nada, até que ele fosse arrancado de mim (tradução: até que o livro acabasse).

A noite foi confusa, lágrimas de frustação marcaram meu rosto até que meus olhos, cansados de um dia cheio e de uma raiva inconfundivel, cederam ao sono.

Brincando de Escrever

Às vezes me pego sorrindo sem motivo, pensando na vida e percebendo o quanto me manter distante do que apenas me faz mal anda trazendo uma incrível felicidade para minha vida.
Sei que faz poucos dias desde que as férias começaram, mas parece que tudo poderia ser eterno, tudo o que faço é sorrir.
Chorar.
Não por motivos reais, por me encantar com um universo em Forks.
Sem preocupações reais, sem medos ou sem ao menos, falsidades, apenas eu comigo mesma, às vezes sendo lembrada que meu celular existe.
Às vezes lembrando sozinha.
Não vejo mais graça nas gracinhas de TV, excluindo obviamente 15 Minutos.
Na TV, o que chamou atenção atualmente, foi um seriado de um livro já lido há alguns meses eternos atrás.
Voltei a ser quem sou.
Uma leitora dedicada e animada, sonhando alto, sorrindo atoa.
Com meus amigos de verdades, e com minhas amigas de verdade.
Com meus pais.
E a cada confusão de meus pensamentos, o silêncio e a calma de meu quarto, hora escuro, hora claro, trazem uma resposta imediata de que tudo não passa de uma pequena agitação que logo chegara ao fim.
O tempo passa lentamente, deixando um gostinho antigo de quero mais, afinal, férias.
Minhas melhores lembranças, meus mais verdadeiros sorrisos. Tudo vem agora que nada pode me assustar.
Ainda tenho alguém em quem me apoiar, alguém para lembrar ao acordar, e não é necessariamente um personagem, apesar de às vezes acreditar que ele não existe de verdade.
Não tenho medo de despertar, o dia não pode ser ruim.
Alias, tudo só pode ser converter no que meus pensamentos, agora alegres, e de fato, coerentes, querem.

Felicidade.

sábado, 6 de dezembro de 2008

Ultimo dia de Aula

http://www.orkut.com.br/Main#Album.aspx?uid=4315579598854851353&aid=1228568495

Concorde, não podia faltar um relato sobre meu ultimo e feliz dia de aula... mesmo que um pouco atrasada :$
Eu nem esperava ter aula, mas a camera foi carregada pra eskola... queria registra um dia que eu tinha certeza que seria inesquecivel.Na primeira aula, por muita falta do que fazer, ficamos conversando sobre nada, enquanto o tempo corria...

Descemos as duas.
As duas, como sempre foi e sempre deveria ser.
As fotos mais ridículas do mundo... HASUhaUSHauHS
poses sem noção, lugares improvaveis, cenas inventadas... tudo o que é possivel para duas melhores amigas... pelo menos da minha parte ;)

Fotos vão e vem, vo atrás é do povo q vai embora...
Rafael
Tiago
Emerson...

ó os buracos q vão fika no coração =S

Depois de me vira pra bete uma foto no banco com o RAfa... anda um pokinho com Duuu... inventa poses e etc. tinha eu, que fazer algo de inteligente.
Fui falar com a Jessica, tv precisando e ja fazia algum tempo.

Graças a Deus tudo se resolveu...

As coisas melhorariam, de fato, que pena, no ultimo dia possivel. Melhor que nada.

Basicamente, só me dei conta de que iria me separar dos meus melhores amigos, quando o Alan me olhou nos olhos com cara de choro (a que ele faz sempre que eu to triste), e disse 'então tchau'.
A força que fiz para conter as lágrimas foi absurda.
O que havia de errado em adeus, era por pouco tempo...
Não, ele me salvou o ano inteiro... era como se tivesse dando adeus para metade da minha força...
Laércio... me perguntei com quem ficaria falando meia hora de desenho, como se a vida não passasse pra gente.

Eles viraram as costas, e eu também, preferia não olhar.
Apesar de tudo, era um adeus, e meus instintos femininos mais puros, me diziam que só nos veríamos depois de 2 meses...
Um aperto no coração, reprimido por um beijo (;P)

O resto das proximas duas horas seguintes, passei em universo que não era o meu, e muito menos o de Crepúsculo...
Segredos, momentos, confusões... foi um ano cheio, mas de uma coisa tenho certeza:
Alan, Thais, Rafa, Laércio e Fer sempre foram os verdadeiros amigos que pude contar, seja para um desabafo ou para uma piadinha sem graça, um conselho ou uma fofoca sobre Malhação, uma lição de física ou um jogo de adivinhação via msn, uma discussão sobre Pokemon ou uma discução divertida com a professora de história, uma conversa sobre assuntos diversos ou uma história de viagens...

Meus amigos, eu amo vocês .. s2* ..

Nada Haver...

(03:32) * Anaa !!: mas afinal, quem não tem lá seus problemas, eu só tenho tendencia a ter TODOS eles ..;D

Altos papos no msn levam a frases filosóficas como essas ;)
Quem sou pra discutir com minha própria frase, mas é legal pensar na minha vida.

Sabe aqueles 3.215 problemas que protagonista de novela adolescente tem? Acontecem comigo =D
Privilégio para poucos ;)

Deixei de dar bola pra eles ontem de tarde, quando bocejava de sono por 3 ou 4 noites mal dormidas.

Culpa do Edward.

Tinha coisas mais importantes com que me preocupar.
Tenho coisas mais importantes com que me preocupar.

Ando tão distraída...

Quinta-Feira cordecéu

Estava eu, crente de que poderia essa semana colocar uma cor para quinta feira, quando me surgiu a maldita.

Quintafeiracordecéu.

Pergunta obvia: Porque?
Respota 1: Céu é azul claro de manhã, azul celeste no ponto alto do sol, azul escuro de noite e por fim, preto e branco (estrelas sakas?)Sendo assim, muda de humor ;D

Resposta 2:
(azul claro)
A manhã começa feliz até, acho que viciei demais na net, mas a minha vontade é ficar o tempo todo procurando coisas do Edward, confesso que fiquei com vergonha.

Vergonha que me levou a procurar outras coisas menos interessasntes.


(azul celeste)
Tahhh, tudo ta a mil maravilhas, depois, tudo ficar maravilhosamente claro, o dia se ilumina.
Fique até com uma pontinha de tristeza de me despedir da minha eskola, justamente agora, que tudo estava perfeitamente bem para mim.

Guardem o estava.

Fiz uma coisa que nunca pensei que iria fazer (e não é dançar o lá lá lá com o RaFa filmando não), sentei com o meu grupo, e como diria o Alan, o melhor resto de grupo da escola...
Sentei com eles e a gente voltou naquela de conversas nada have, risadas sem sentido. Tudo o que havia ficado para trás.
Me senti levemente tranquila.

Até o Gabriel apareceu por lá, ele tava normalzinho xD

Só sei que eu tava feliz por relembrar o que sempre me fez bem naquela escola xDDD

Mas como nada são flores, euzinha aki, sempre disposta a dar uma de Bella e entrar em assuntos constrangedores, perigosos e de fato, assustadores, fui interrogar o Rafa .

(azul escuro)
{Ah se fosse vingança, eu tinha me vingado superbem obrigada ;D}
Bom humor a parte, eu quase tive um troço. Não falei muito.

Só sei que a dissimulação não seria eterna, e naquele momento, nem era possivel, eu tava extremamente furiosa com o que em menos de 2 min meu cerebro havia processado.

22 para 8 = 17 ~ se mata, era impossivel.

Fikei brava, mas em quem eu desconto? Lucas, o menino acho que eu ia bate nele HUSHAUhsuahs, pelo menos eu tv era irritada...
Voltei a me extressar mais com o Rafa não fala nada, do que com o motivo não vulgar dessas vez.

Achei que nem cabeça pra fazer uma prova teria. Tive.
Bom humor veio a tona depois de ler 3x2 = ?

Sim, isso era uma pergunta...

Voltei mais bem humorada para a eskola, meio que irritada ainda, mas sorrindo ;D
Ahhh, quem disse que consegui fica brava, fui faze foi manha e caça algo de util pro PAIES xD

(preto e branco)
Uma musica infeliz e um trecho de crepúsculo vieram na minha cabeça, e sinceramente, percebi que minha mente tem muito mais força que imaginava.

Far Away - Jess e Bella conversando...

Sorri novamente, ja estava tudo mais ou menos bem de novo.

Falando como Swan 2

Estava me esforçando para não olha-lo, nem sequer chegar perto, mas chegava a ser óbvio que estava fazendo tudo como provocação.
Um modo de chamar a atenção, sem ser escandalosamente notada.Estava me saindo bem, até que uma Lauren (explicando, Lauren implica com Bella) apareceu na minha frente.

Além da sensação de ter minhas orelhas e bochechas queimando, meu estomago revirou ao ver o olhar de desprezo dele.
Não foi culpa dela, por incrivel que parecesse, ela tinha dito sem a minima intenção de nada.

Ele entedeu bem, e minha resposta não foi nada agradavel.
Continuava querendo unha-lo, mas agora, não me atrevia nem a olha-lo, muito menos tocar naqueles braços.
Estava novamente irritada, mas não tinha nada haver com ninguém.

A ansiosidade de saber o que viria pela frente no livro me deixou nervosa, mas ainda sim, era impossivel descrever o que estava sentindo a cada pagina virada.
Respirei fundo e continuei lendo, mas meu Edward ja tinha me desconcentrado.

Poucas palvras.
Definia-o muito bem, isso me deixava curiosa.
Me prendia.

Acho que estou sendo aberta demais nesse blog, não deveria nem ao menos contar certas coisas aqui, muito menos dar uma de Stepheine, já que ela não contava o seu ponto de vista, mas apenas o da Bella, uma personagem.
Mesmo assim, ainda há muito mais de Rowling em mim do que qualquer outra escritora.
Mas afinal, ainda estou tentando compreender de fato, o que aquele livro fez comigo.

Enquanto isso, continuava presa a meu Edward...
E ao outro também, apesar de que não adiantaria chamar por ele num momento de ventania, pois ele não me daria sua blusa perfumada. Sequer existia.

Só em meus sonhos.

Estava começando a gostar do frio, era quando Edward podia sair.O sol ainda era minha prioridade.
Foi engraçado, de manhã senti frio, usando apenas uma camiseta, e de tarde, calor, havia trocado de blusa.

É quase assim com Edward, quando mais se pensa que é, menos se torna verdade.
Incrivel.

Crepúsculo.

Falando como Swan

Estava eu pensando em Edward, enquanto rotineiramente limpava a casa, quando me surgiu uma cena da minha manhã na cabeça.

Me senti a Bella, confesso, fingindo sorrir.

Estava com raiva.
Com muita raiva.
Mas fingia sorrir, agradecida, por nada que me fizeram de util, sorria encantada.
Não sei se ele percebia, mas senti arrepios quando meu sorriso falso encontrou seu olhar.

Me sentei, quase atirando pedras no pobre infeliz.
Ele serenamente tranqüilo .
Minha raiva aumentou, senti minha pulsação acelerar, e esperei que me acalmasse para que pudesse dizer mais alguma coisa, de verdade.
Estava furiosa.
Motivos, de fato, bobos, mas que eram importantes.

Estava irritada pela noite anterior, pois apesar de me perder até altas horas da manhã, na incrível e fria cidade de Forks, parte de meu consciente ainda estava deitada na minha cama, junto com meu corpo e digamos assim, meu celular em cima da parte, onde de acordo com a medicina, estaria meu estomago.

Mantive uma conversa tranquila, mas me sentia rendida e deslumbrada ao simples olhar.
Não conseguia entende-lo por olhares.
Consegui fazer isso com todos até hoje, é como ler mentes, mas a dele era um proibida.

Ele respondia tranquilamente qualquer tentativa frustrada minha, de provocá-lo.
Estava tentando me irritar.

Não deixava com que ficasse a vontade com minhas mãos.
Entramos num jogo, onde ele se divertia me irritando.
Estava ficando cansada.

Mas pelo fato da maturidade dele, que supria minha infantilidade berrante, impedia que se criasse uma briga entre nós dois, como um assunto vulgar mal resolvido.
Queria que ele me respondesse, me desafiasse, debatesse comigo, por um simples prazer de ouvir a voz dele se alterar, ou de vê-lo perder seu porte adulto.

Um garoto mais novo que eu, consegue me desconcertar inteira.Ainda sim relutei, e acabei confessando minha raiva. Vi os olhos dele passarem pelos meus como uma sombra. Gelei.
Será que tinha exagerado?

Hesitei em continuar a desafiá-lo, mas ele foi mais rápido que eu.

- Me desculpe – disse-me numa voz serena.
Ele sorria.

Tornou a repetir sua injuria a minha raiva.
Fiquei deslumbrada, queria, mas simplesmente não podia fugir daquele tom doce de voz.

Olhei para os lados buscando ajuda, até que desisti e mantive meus olhos na mesa, ele me deu as mãos.
Não recusei.
Não consegui recusar.
Fingi certo ressentimento, mas tudo o que ficava em meus pensamentos era seu tom de voz e seu olhar.

Fugia do mundo ao redor, sem notar olhares ressentidos e ciumentos, ou sorrisos meigos e animados.

Me lembrei de Edward, suspirei baixo e discreta, percebendo que era tão refém dele, quanto Bella de Edward.
Me senti estupidamente boba, e tornei a arriscar encarar seus olhos.Ele me olhou.
As únicas vezes que tinha coragem mesmo de ficar os encarando, era quando não estavam encarando a mim.

Achei que deveria ter medo, e que e também, estava o irritando.Mas ele mantinha a calma.

Edward.

Era como se o visse numa face extrema, sem marcas de escuridão, apesar de também obscura. Oposto que tinham semelhanças excepcionais.
Aos meu olhos.

Edward.

Eles eram os garotos de meus sonhos. Um distinto do outro, e Edward, extremamente perfeito, afinal, um personagem, apesar daquele garoto me deixar mil vezes mais desorientada que o vampiro.

Edward.

Meus universos se misturaram por um instante, foi interessante enquanto durou.

...

Meu Primeiro Amor

Velho.
De fato um filme incrivelmente velho filme.
Que eu amo.
Fato.

Estou eu alegando que vou estudar matemática, enquanto assisto Mulheres Apaixonadas, quando aparece a propaganda do meu filme favorito (em segredo).
Filme de milnovecentoebolinhasvermelhas, cabelos [modo sarcastico On] maravilhosos, roupas belíssimas, qualidade perfeita [Off], não tem problemas, é o melhor.
Meu primeiro amor (apesar de ser o parte 2 eu tbm amo)

Chega a parte do anel no pixe {olhos começam a ficar estranhamente umidos}, seguro o choro, vem a parte do filme da mãe dela {seguro de novo}, vem as despedidas e blá blá blá.

Parte do beijo.
Desculpa aos que não são emotivos, mas eu não aguento.
Depois de ver o filme umas cinco ou seis vezes, eu choro na mesma parte, e de caí lágrima.
Emocionei poxa, eu so extremamente sensivel.

[ai meu Deus eu não digitei isso]

Sensivel sim, e daquelas que querem colo ;P
Manhosa (ai meu Deus 2), apesar de não mostra muito, alias, acho que só o Alanzito e Saukerl me conhece assim.

Bahhh, eu ja tv mei assim com o livro, junto o choro com a vontade de chora + umas coisas da minha cabeça...

Éahh, eu sempre gostei dakele filme.

Crepúsculo (segunda feira)

Livro.Fazia tempo que não pegava pra ler um, e do nada me veio a vontade de ler Crepúsculo.
Do nada [2] a Isa começa a me fala super do livro, e eu animei mais ainda, ela me mando e lá vai a Ana começa a ler.
Parece, no começo, o Diário da Princesa, mas tudo do ponto postivo de uma pessoa pessimista (ou ao contrario?).
Primeira pessoa.

Nas tres primeiras paginas, ja me achava a Bella (personagem principal), nas 20 paginas seguintes, ja sentia cada sensação que ela tinha.
Aula de biologia.
Eu ia e voltava com ela no laboratório, na quadra, no carro, no refeitório. Eu via cada detalhe, cada rosto.
Via Edward. Me apaixonava por ele.
Ela pensa quase do mesmo jeito que eu, e também, sente e age.

Sempre fui fanática por Harry Potter, mas infelizmente, ano passado eu vi o fim da saga que marcou uns bons 7 anos da minha vida. Continuo apaixonada por Harry, e sempre to lendo algum dos livros, sabe, sempre to relembrando aquele universo.
Mas eu precisava de outra coisa para me apoiar, como eu digo, tudo o que eu gosto, apego e acompanho tem a tendencia de acabar no momento que mais estou envolvida.
Dragon Ball, Harry Potter, Rebelde, 15 Minutos, Senhor dos Anéis.

Como uso esses desvios de objetivos, de pontos de fuga da minha realidade, e principalmente, dos meus problemas, acabo transformando-os no meu universo paralelo, na minha caixinha de vida sonhada.
Quando acaba, fico meio sem rumo.

Até hoje o que mais me afetou mesmo foi Harry (e como), mas sl, eu tv procurando alguma coisa que me desse aquele universo paralelo (não uma substituição, NADA substitui meu Harry e J.K.), mas como diria uma amiga, a gente cresceu.
Cresceu sim, e as coisas agora tendem a mudar, outros universos.

Tentei a Torrer Negra, mas não foi uma coisa ÓÓÓÓ AMEI, ja Crepúsculo mecheu com alguma coisa em mim, no sensivel, na parte feminina e delicada da alma.
É, por enquanto é isso, mas com certeza volto a falar desse livro muito antes do que penso.

E olha que passei a pouco as 25 primeiras paginas.

Ele habita entre nós

Ele está aqui em algum lugar, anda por entre as arvores e caminha suavemente, trazendo a doce brisa da manha, o agradável verde da relva e o mais belo por do sol
Por vezes, despercebido, mas para ele, se ha apenas um pequeno que nota sua presença, já é o suficiente para torná-lo completo, pois ele sabe que fazemos parte de seu coração.
Ele sabe fazer do fraco um ser forte, e do prepotente um insignificante infeliz. Ele sabe fazer com que encontremos força na fraqueza, riqueza na necessidade, alegria no desespero, amor no ódio.Ele cura cicatrizes eternas, salva vidas, faz milagres.
Não se sabe exatamente onde encontrá-lo, mas sabemos que em noites sem estrelas, em dias chuvosos, ou até mesmo em terríveis dias ensolarados ele caminha ao nosso lado. Na dor, ele nos ampara, e na alegria ele nos renova.
Releva nossos erros, nos protege. É o único amigo em quem podemos confiar de todas as formas, o único namorado que não machuca nem trai, o único medico que não erra, o único professor que ensina tudo o que precisamos saber, o único irmão que nos protege de tudo.
Sem ele não somos nada, alem de insignificantes coisas vagando sem sentido. Sem ele não descobrimos o importante da vida...
Mas com ele temos tudo. Tudo o que pode ser oferecido de bom e agradável no mundo. Exatamente tudo que desejamos, pois ele sabe dar aos filhos o que precisam, mesmo que isso seja um milagre, uma roupa, um motivo para viver, um sorriso, um anjo, ou até mesmo seu filho.
Ele nos salva. Sim, ele nos salva em momentos desesperadores, em situações sem soluções, nas horas em que não acreditamos que haja uma saída, uma solução.
Ele não só habita entre nós, como habita em nós, de uma forma tão encantadora, que nos preenche e faz com que vejamos amor em outras pessoas.

Ele não é uma pessoa, um objeto, um programa de T.V. ou robô.

Ele é o motivo de existência de todos.
Ele é Deus!

( E eu o amo ..;D )

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Crepúsculo

Vou falar melhor disso no final de semana, por hoje só posso comentar uma coisa

Eu to assustada.
Frio e medo.


" de tres coisa eu estava convicta.
Primeira. Edward era um vampiro
Segunda,havia uma parte dele - e eu não sabia o poder essa parte teria - que tinha cede do meu sangue
E terceira,eu estava incondicionalmente e irrevogavelmente apaixonada por ele."
Crepúsculo